Jovens são os que mais morrem no trânsito

Flávio Magalhães

Os jovens são as principais vítimas do trânsito em Mogi Mirim. É o que aponta levantamento feito pela reportagem de A COMARCA com base no Infosiga SP, sistema de dados do Governo do Estado de São Paulo que traz informações sobre acidentes fatais de trânsito. Os números são de janeiro de 2015 a maio de 2019.

Nesse período, foram 84 ocorrências que resultaram em mortes no trânsito de Mogi Mirim. Dessas vítimas, 32 tinham entre 18 e 29 anos, isto é, 38% do total. Outra faixa etária que se destaca nas estatísticas é a de 35 a 44 anos de idade, com 22 vítima fatais, 26% do total.

Os números apontam ainda que, do total de óbitos registrados na cidade, os homens lideram as estatísticas. Em 83% dos casos a vítima era do sexo masculino. A maioria dos acidentes fatais acontecem em rodovias (52%) e no período noturno (40%), ou seja, entre 18h e meia-noite. Na maior parte dos casos (53%), a vítima morre no local do acidente.

Pelos dados acumulados desde 2015 também é possível verificar que os motociclistas são as principais vítimas do trânsito, 32% ao todo. Os motoristas de automóveis aparecem logo em seguida, representando 28%. Já as mortes de pedestres são 18% do total de óbitos no trânsito mogimiriano.

CAMPANHA
Uma nova campanha educativa para motociclistas foi lançada recentemente pelo governador João Doria (PSDB), que também anunciou a criação do programa Respeito à Vida - São Paulo Dirigindo com Responsabilidade. "O programa Respeito à Vida vai garantir à população, por meio de medidas preventivas e educativas, o direito de transitar por vias e rodovias paulistas com segurança", destacou.

Considerando todo o Estado de São Paulo, 42% das vítimas motociclistas são jovens com idade entre 18 e 29 anos. Os homens são a grande maioria, representando 87,5% das fatalidades. Os acidentes estão concentrados nos finais de semana (39%) e no período noturno (52%), e a colisão contra outros veículos é o principal tipo de acidente (52,5%). Nessas colisões, o outro veículo envolvido normalmente é um automóvel (64,3%).


(Foto: Arquivo/A COMARCA)

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top