Presidente do Sinsep, Luciano Mello morre aos 40 anos

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mogi Mirim (Sinsep), Luciano Ferreira de Mello, morreu na Santa Casa de Misericórdia após dar um tiro na própria cabeça no final da manhã desta terça-feira, 30. Ele tinha 40 anos de idade e estava em casa, no Jardim Elite, zona Leste da cidade, quando efetuou o disparo.

Mello chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Ele presidia o Sinsep há pouco mais de dois anos, desde abril de 2017, e tinha mandato até março de 2021. Antes disso, exerceu cargo de secretário municipal de Segurança Pública durante a gestão do ex-prefeito Gustavo Stupp (PDT). Mello era guarda civil municipal há quase 20 anos e chegou a integrar a equipe das Rondas Ostensivas Municipais (Romu).

O prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB) divulgou nota afirmando que "recebeu com grande pesar" a notícia da morte do presidente do Sinsep. “Mello sempre buscou o melhor para os servidores e foi atuante em sua função, sempre com equilíbrio e dedicação. Por isso, era respeitado entre os colegas de profissão e sua passagem sempre será lembrada pela idoneidade e pela forma como defendia os servidores. Um dia triste para Mogi Mirim”, destacou o prefeito.

Foi decretado luto oficial por três dias no município e as bandeiras serão hasteadas em todas as repartições públicas a meio mastro. Também em luto, a diretoria do Sinsep informou que não haverá expediente nesta terça e quarta-feira. Luciano Mello deixa esposa e três filhos.


Luciano Mello foi eleito presidente do Sinsep após exercer cargo de secretário municipal de Segurança Pública

2 comentários:

  1. A depressão mata e as pessoas ainda não tem noção de como funciona a mente deprimida. Estou há 3 anos lutando, mas é difícil demais!

    ResponderExcluir
  2. Nossa fiquei sabendo hoje que triste notícia trabalhei com ele no opção de segurança aí em Mogi mirim no final dos anos 90,m meus pêsames a família vai com Deus irmão.

    ResponderExcluir

Scroll to top