Homem mata cadela estrangulada no Vergel

Um homem residente no Horto do Vergel é acusado de matar a própria cachorra de estimação, que havia dado à luz seis filhotes há menos de um mês. O caso chegou ao conhecimento da Polícia Militar Ambiental, que indiciou e multou o acusado em R$ 24 mil. O homem, no entanto, fugiu após cometer o crime.

O caso foi registrado como ato de maus tratos seguido de morte e se enquadra no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais. De acordo com a legislação vigente, é prevista multa de R$ 3 mil por cada animal vítima de maus tratos. Como os seis filhotes foram enquadrados em situação de abandono à própria sorte, houve a autuação de R$ 18 mil, somada aos outros R$ 6 mil da cadela (a multa de R$ 3 mil dobra em caso de morte).

A denúncia chegou ao conhecimento das autoridades pelo vizinho do acusado, que ouviu os gritos da cachorra na madrugada do último dia 22. O vizinho presenciou o acusado segurando a cadela pelas patas traseiras enquanto pisava no pescoço do animal, causando o estrangulamento.

Após intervenção do vizinho, o homem soltou a cachorra e a jogou no quintal. À polícia, o vizinho declarou que não queria se aproximar do acusado por saber que “não teria calma suficiente” para lidar com a situação. Na manhã seguinte, o agressor havia fugido e o vizinho acionou as autoridades, no caso, a vereadora e investigadora da polícia civil Sônia Módena, que foi ao local acompanhada da Polícia Militar Ambiental.

Os filhotes não sofreram agressões ou ferimentos. Após serem atendidos por uma clínica veterinária, seguiram para adoção e encontraram novos tutores.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top