Eduardo Bolsonaro derruba PSL de Mogi Mirim, mas caso vai à Justiça

Flávio Magalhães

A crise política envolvendo o diretório estadual do Partido Social Liberal (PSL) ganhou novos capítulos também em Mogi Mirim. A comissão provisória da legenda na cidade, que era presidida por Jarbas de Gusmão Caroni, foi destituída no último dia 7 de outubro e virou caso de Justiça.

O PSL de Mogi Mirim foi dissolvido por determinação do diretório estadual, presidido desde julho pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro, o “filho 03” do presidente da República Jair Messias Bolsonaro. Caroni, porém, afirma que tal ação se deu sem o devido processo legal ou aviso prévio. “Foi na canetada”, resumiu, em conversa com a reportagem de A COMARCA.

E não se trata de uma medida isolada, mas de uma espécie de “pente fino” em todo o estado de São Paulo. Até o momento, quase 200 comissões municipais já foram dissolvidas. Muitas delas judicializaram a questão e algumas já conseguiram o direito de se restabelecer, como em Americana e em Campinas.

O próprio Eduardo Bolsonaro comentou a polêmica em sua página no Twitter. “Nos locais em SP onde houver judicialização do PSL municipal, apoiaremos candidatos de outros partidos ou ninguém, simples. Não vamos apoiar alguém só porque é do PSL, nosso público não é assim”, escreveu no último dia 4. “E seguiremos derrubando diretórios não alinhados”, garantiu.

Para Caroni, se trata de uma perseguição, levada a cabo por pessoas com influência junto à família Bolsonaro, como o deputado Gil Diniz e Renato Bolsonaro, irmão do presidente da República. Isso porque todas as comissões destituídas tinham em comum uma proximidade de suas lideranças com o senador Major Olímpio, ex-presidente estadual do PSL, e outros nomes do partido.

“Somos a favor do governo Bolsonaro, mas devemos lealdade ao senador Major Olímpio e à deputada Janaína Paschoal”, frisou Caroni. O agora ex-presidente do PSL mogimiriano tem articulado grupos políticos na cidade, como o Direita Mogi e o Endireita Mogi Mirim, angariando o apoio de nomes nos setores empresarial, militar e do agronegócio.

Caroni garante ainda que o grupo terá um nome para a disputa da Prefeitura nas eleições de 2020, independentemente da sigla. E reforça que terá o apoio de Major Olímpio mesmo fora do PSL. “Estamos encarando a situação com naturalidade”, destacou.


Eduardo Bolsonaro tem promovido 'pente fino' no estado (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top