!


Menos plástico, por favor!

Ana Paula Meneghetti

Dados da Organização das Nações Unidas (ONU), divulgados no ano passado, apontaram que apenas 9% das nove bilhões de toneladas de plásticos já produzidos no mundo foram reciclados até hoje. Cerca de 40% dos produtos plásticos são usados uma única vez e, em seguida, descartados. Anualmente, entre oito milhões e 13 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos e tiram a vida de aproximadamente 100 mil animais marinhos. As mortes ocorrem por diversos motivos: problemas com a ingestão, asfixia e impossibilidade de locomoção quando os animais ficam presos nos produtos descartados.

"Copo descartável não!", campanha da Renovias
(Foto:Divulgação Renovias)
Os números descrevem um cenário alarmante. No país, o debate sobre a proibição de produtos plásticos descartáveis ainda é tímido, bem diferente da União Europeia onde o tema vem ganhando força. “(...) uma ação simples, de usar um material por três segundos, vai impactar na natureza ou no oceano por 200 anos", disse a representante no Brasil do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente), Denise Hamú, em uma entrevista publicada pela Agência Brasil, em junho de 2018.

Ainda conforme dados da ONU Meio Ambiente, somente no Brasil, 720 milhões de copos descartáveis são utilizados diariamente. Na reportagem, Denise explicou que o desafio atual é conscientizar os municípios brasileiros. Em sua avaliação, a questão territorial dificulta a implementação de políticas de abrangência nacional envolvendo os produtos plásticos. Entretanto, ela alertou se tratar de uma questão urgente para um país que possui mais de nove mil quilômetros de litoral. "Se não fizermos nada agora, daqui a 50 anos, teremos mais plástico no mar do que peixes",    avisou.

Renovias planeja alcançar marca de 1 milhão em redução de copos plásticos

Empresas, instituições e repartições públicas vêm adotando algumas medidas simples para tentar amenizar o efeito do descarte de plásticos no meio ambiente. Um exemplo é a Renovias, concessionária que administra rodovias de São Paulo. Com a finalidade de estimular a mudança de atitude de seus colaboradores em relação ao consumo de copos plásticos descartáveis, a empresa implementou uma série de medidas que já trazem bons resultados, principalmente à natureza.

Desde julho deste ano, a concessionária reduziu a compra deste tipo de material, substituindo-o por copos de vidro e xícaras de louça na sede e nas bases operacionais da Renovias. Com isso, em setembro de 2020, a marca de um milhão de copos reduzidos será alcançada. Isso significa que, com todos esses copos deitados, seria possível construir um trajeto que ligaria a sede da Renovias, na SP-340, em Mogi Mirim, até o pedágio de Águas da Prata, na SP-342, completando um caminho de pouco mais de 80 quilômetros.

Colaboradores receberam copos de acrílico; material é 25 vezes menos impactante à natureza (Foto: Divulgação Renovias)

Além disso, os colaboradores receberam copos de acrílico que, além de reaproveitados, são uma opção para beber água. Reutilizáveis, esses copos são 25 vezes menos impactantes à natureza, quando comparado às outras opções de descartáveis. A campanha “Juntos por um futuro melhor” se baseia no princípio dos três R’s (reduzir, reutilizar e reciclar) e faz parte das ações de sustentabilidade da Renovias, concessionária integrante do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo.

“Nosso departamento administrativo fez um levantamento da quantidade de copos utilizados em 2018 e o número chamou nossa atenção. Foram mais de 780 mil copos plásticos que foram descartados. Vimos aí uma oportunidade de contribuir com a natureza e mostrar aos nossos colaboradores que pequenos hábitos podem ajudar o meio ambiente”, comentou o presidente Rogério Cezar Bahú, em texto divulgado à imprensa. “Uma pessoa que utiliza três copos por dia, em um ano, irá economizar 1.095 copos, que faz uma grande diferença”, completou.

Para este ano, a meta é reduzir em 51% o descarte de copos plásticos, o que representa pouco mais de 397 mil copos. Para 2020, a meta da Renovias é reduzir ainda mais a utilização, chegando em 95%. A maioria dos copos plásticos não é reciclada por conta de seu baixo custo de mercado e durabilidade. Por isso, eles são descartáveis.

Por outro lado, esses resíduos demoram de 250 a 400 anos para se decompor, passando por diversas gerações. Além disso, na etapa de produção desse material, utiliza-se mais água. Pesquisas da Universidade Federal de São Carlos da (UFSCar) indicam que para a produção de um copo descartável são utilizados até três litros de água.

Alunos coletam 80 mil tampinhas; venda de reciclagem será revertida para Hospital do Câncer de Barretos

Através do programa Líder em Mim, o Colégio Educar lançou um desafio para seus alunos. A proposta era bem simples: juntar tampinhas plásticas e reverter o dinheiro da venda para reciclagem em cadeiras de rodas, remédios e utensílios para o Hospital do Amor (antigo Hospital do Câncer) de Barretos. Os estudantes das duas unidades do Colégio Educar toparam a missão e, com a ajuda de pais e familiares, mais de 80 mil tampinhas foram arrecadadas nessa primeira etapa do projeto. Devido à ação, realizada em Mogi Mirim e Mogi Guaçu, o hospital poderá, em breve, ajudar mais uma pessoa que precisa de cadeira de rodas.

Além de colaborar financeiramente, coletar as tampas de plástico, que poderiam ir direto para o lixo, resulta em um grande e positivo impacto ambiental. Isso porque o Brasil, segundo dados do Banco Mundial, é o quarto maior produtor de lixo plástico no mundo, sendo que apenas 1% desse resíduo é efetivamente reciclado. Sem a destinação adequada, boa parte dos resíduos plásticos acaba nos oceanos, o que gera um enorme desequilíbrio na fauna e flora marinha. Para fechar a primeira fase, no dia 29 de outubro, 30 alunos foram até Barretos levar a arrecadação, acompanhados das professoras Mary Hellen Cardoso e Geovana Silva, além da orientadora Valéria Rossi.

Adotado pelo Educar, o Líder em Mim é um programa de formação socioemocional com reconhecimento internacional. Promove, comprovadamente, mudanças comportamentais em educadores, crianças e jovens. “Promover essa mudança para que desenvolvam as competências necessárias aos desafios deste século e tornem-se protagonistas de suas próprias vidas e da transformação da sociedade”, explicou a unidade, em material enviado à reportagem de A COMARCA.

Alunos do Colégio Educar, em Barretos, durante entrega da arrecadação das "tampinhas de amor" (Foto: Divulgação Educar)

Em academia, copinho plástico foi abolido

Em recente iniciativa, a Magma Academia, localizada na Avenida Adib Chaib, em Mogi Mirim, também resolveu abolir o uso dos copos plásticos. A medida foi tomada em julho deste ano, junto à campanha Remada do BEM, um movimento de conscientização, com ações ecológicas de limpeza e revitalização do meio ambiente. Para substituir os copos, a academia comprou um bebedouro, com capacidade para 200 litros e bico de pressão. Desse modo, o aluno que esquecer a garrafinha pessoal, pode tomar água direto no reservatório. 

Há mais de três anos, a empresa já pensava em retirar os copos de circulação devido ao aumento do número de clientes. “Eram sacos e mais sacos de lixo de 100 litros de copo jogados fora por dia. Por mês, gastávamos pouco mais de 7,5 mil copos”, afirmou o proprietário da Magma, Gabriel Bella. 
Segundo Bella, o que motivou a ação foi a preocupação com o destino desse tipo de lixo. “Não há uma coleta seletiva adequada e poucos lugares reciclam esse tipo de copo por ser muito caro. Enfim, que futuro iremos deixar para nossos filhos e netos? Sempre fui a favor da natureza”, argumentou.

Dois meses antes de retirar os copos, a Magma fez uma campanha de conscientização. O resultado foi positivo. “Tínhamos muito medo de desagradar os alunos, de tirar esse conforto, mas ainda bem que temos ótimos clientes, com consciência. E o bacana de cortar os copos é que incentivamos mais as pessoas a andarem com a garrafinha, assim conseguimos também lembrar nossos clientes de beber água, coisa que muita gente esquece”, concluiu Bella.

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top