Mais de 17 mil eleitores ainda não fizeram a biometria

Ana Paula Meneghetti

O dia 19 de dezembro, quinta-feira, é o prazo final para o recadastramento biométrico. Contudo, mesmo com a proximidade da data, ainda restam 17.137 eleitores para se recadastrarem em Mogi Mirim, o que corresponde a quase 25% do eleitorado da cidade. Os dados são referentes à última atualização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), realizada no dia 6 deste mês. A Justiça Eleitoral já recomendou ao eleitor não deixar o recadastramento, um processo simples e rápido, para a última hora, a fim de evitar as filas e outros tipos de transtornos.

Biometria é simples e rápida, além de tornar mais segura a identificação do eleitor na hora de votar (Foto: Flávio Magalhães/A COMARCA)

De acordo com a 75ª Zona Eleitoral, dos 69.941 eleitores mogimirianos, 52.804 fizeram o recadastramento. O município foi o que teve menos adesão ao processo, se comparado com outras cidades da região. Em Conchal, Artur Nogueira, Engenheiro Coelho e Holambra, os índices do eleitorado em falta com a biometria atingiram 20%, 22%, 19% e 19,5%, respectivamente.

O atendimento no cartório eleitoral da cidade é realizado de segunda a sexta-feira, até as 19h40. Mas, é preciso que os munícipes façam o agendamento do horário, disponível no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Apenas no último dia, 19, o funcionamento será até as 18h. Hoje e amanhã, o cartório também trabalhará em esquema de plantão para atendimentos, com agenda, das 8h às 14h.

No último domingo, 8, apenas 100 eleitores compareceram ao local para fazer a biometria. “Temos capacidade para atender 300, só em Mogi Mirim. Foi ocioso”, declarou a chefe de cartório, Rogéria Beatriz Loura. Ela ainda orientou que as pessoas idosas, mesmo que não desejem mais votar, façam o recadastramento biométrico. Isso porque, com o cancelamento do título antigo, outros órgãos podem exigir o novo documento.

Para fomentar a biometria na região, outra iniciativa do cartório eleitoral do município, em parceria com o Shopping Buriti e com o cartório eleitoral de Mogi Guaçu, foi inaugurar uma central biométrica itinerante no shopping, em frente às lojas Americanas. A central itinerante da Justiça Eleitoral atenderá das 11h às 20h, até a data final para a realização da biometria.

O eleitor pode aproveitar o horário diferenciado e fazer o recadastramento após o trabalho. O espaço é amplo e climatizado e, nesse caso, não há necessidade de agendamento. Se preferir, o eleitor também pode agendar o atendimento na sede do cartório eleitoral, localizado à Rua Treze de Maio, 442, no Centro de Mogi Mirim, pelos telefones 3862-7073 e 3862-0193.

CONSEQUÊNCIAS
O eleitor que não fizer a biometria terá o título cancelado e, portanto, não poderá votar nas próximas eleições. Também terá restrições para obter carteira de identidade, de trabalho e passaporte, receber benefícios assistenciais, como o Bolsa Família, fazer empréstimos em bancos e com possibilidade de bloqueio do CPF.

O objetivo da biometria é tornar ainda mais segura a identificação do eleitor na hora de votar. O procedimento confirma a identidade do eleitor, prevenindo tentativas de fraude, já que as digitais de cada indivíduo são únicas. Além do cadastro das digitais de todos os dedos do eleitor, o procedimento envolve a atualização dos dados cadastrais, fotografia e assinatura digital.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS
É necessário levar documento oficial de identificação, comprovante de residência, emitido nos últimos três meses em nome do eleitor, e título eleitoral, se tiver. Homens, com idade entre 18 e 45 anos, que estiverem tirando o título pela primeira vez, também precisam apresentar o certificado de alistamento militar ou reservista.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top