!


Balanço da GCM aponta para queda da criminalidade em 2019

Um balanço feito pela Secretaria Municipal de Segurança Pública, divulgado no final de janeiro, aponta para uma redução considerável nos índices de criminalidade, pelo menos no que tange ao atendimento prestado pela Guarda Civil Municipal (GCM) de Mogi Mirim, em 2019.

Os dados levantados pelo setor de inteligência da Secretaria mostram uma melhora significativa nos índices gerais e, consequentemente, uma redução drástica da violência urbana. Em 2019, a Guarda Civil Municipal foi solicitada mais de 1.850 ocorrências, o que dá uma média de cinco atendimentos por dia, inclusive na zona rural do Município.

Os roubos, por exemplo, regrediram em comparação a 2018. Foram 35 casos contra 45 do ano anterior. Já os furtos, de acordo com o estudo, caíram mais de 80% de janeiro a dezembro de 2019. O secretário municipal de Segurança Pública, Luiz Silva, credita os bons resultados à tecnologia e no empenho de seus comandados que, na avaliação dele, atuando com a inteligência tática, ampliaram o poder de atuação da GCM.

Silva destaca ainda que os guardas civis municipais atuaram de forma decisiva na proteção à população mogimiriana, agindo, sobretudo, no combate aos de tráfico de drogas, com centenas de apreensões, na recuperação de veículos roubados, na prevenção de homicídios, patrulhamento ostensivo de ruas e avenidas, captura de foragidos da justiçam, na segurança de grandes eventos, dentre outros.

O secretário também fez questão de ressaltar que a utilização de tecnologias como o uso de drones e a muralha digital foram fundamentais para a queda nos índices de criminalidade e na elucidação de delitos.

Silva ainda fez questão de frisar que os investimentos em treinamento e novos equipamentos, como escudos balísticos, viaturas, uniformes e armas, como as pistolas Glock que devem ser incorporadas ao arsenal da corporação ainda este ano, serão muito importantes para o trabalho da GCM.

BOMBEIROS
Já o Corpo de Bombeiros Municipal também bateu recorde em atendimentos à população. Em 2019 foram 3.708 ocorrências, um média de 10 chamadas por dia, das mais variadas possíveis. Os bombeiros atuaram em acidentes de trânsito, domésticos e elétricos.

Também socorreram pessoas vítimas de ataques de insetos, captura de animais silvestres, realizaram buscas em rios e lagos, contiveram incêndios, interditaram imóveis, dentre outros. Cada vez mais bem treinados e equipados, os bombeiros mogimirianos não deixam a desejar, em termos competência, eficiência e profissionalismo a nenhuma unidade, seja ela estadual ou municipal.

Guarda Civil Municipal atendeu a 1.850 ocorrências em 2019 (Foto: Divulgação)


Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top