!


Dengue faz Prefeitura decretar estado de emergência

O avanço da dengue em Mogi Mirim, até quinta-feira, 6, com 262 casos positivos, 1.127 notificações e uma morte por suspeita da doença, levou a Prefeitura a declarar “situação excepcional de emergência” em todo o município. O decreto 8.065, assinado pelo prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB), auxilia na execução de ações necessárias ao combate e proliferação do mosquito Aedes aegypti e intensifica o plano de contingência de assistência e controle do Aedes. O decreto será publicado na edição de hoje, 8, do Jornal Oficial da Administração Municipal.

Na manhã de sexta, 7, secretários municipais e representantes do Gabinete do prefeito participaram, ao lado de integrantes da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), da sala de situação de arbovirose. Na ocasião, a Vigilância em Saúde expôs o número de casos da dengue em toda a cidade, divididos por região, o avanço da doença e reforçou o compromisso junto às pastas no combate ao mosquito.

Para reforçar a disposição do Poder Público com ações que colaborem para a retirada da sujeira das ruas e o descarte correto de lixo e entulho, as secretarias de Saúde e de Relações Institucionais vêm promovendo uma campanha de conscientização por meio de divulgações nas redes sociais da Prefeitura e nos veículos de comunicação locais. O calendário de galhos e entulhos também é distribuído no município. Salas de hidratação e a contratação de médico para a UPA 24h são outras medidas que estão sendo providenciadas.

INSETICIDA
O Poder Público realiza, a partir de segunda-feira, 10, a aplicação de inseticida contra o mosquito da dengue em bairros da zona Norte. Os locais escolhidos foram Santa Luzia, Loteamento Antonio Alves de Campos, Loteamento Domênico Bianchi e Jardim Bicentenário, responsáveis por concentrar boa parte dos casos em Mogi Mirim.

A aplicação, que se estende ao longo da semana, será informada aos moradores através de carro de som, além da orientação de agentes comunitários de saúde. O trabalho tem início previsto para 8h e ocorrerá somente no período da manhã.

A vigilância pede para que os moradores, durante a nebulização, mantenham portas e janelas abertas e cubram alimentos, filtros de água, roupas, bebedouros e aquários. Idosos, crianças e pessoas alérgicas devem permanecer em um cômodo fechado durante 30 minutos.

SALAS DE HIDRATAÇÃO
O decreto de estado de emergência permite a tomada de ações necessárias para o combate à dengue. Entre elas, a montagem de duas novas salas de hidratação, na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Paulista, zona Norte do município, e no Centro de Fisioterapia Dr. Florentino José Miranda, ao lado do Centro de Especialidades Médicas (CEM), na Avenida Adib Chaib.

Uma sala de hidratação já funciona na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na zona Leste. A Secretaria de Saúde providencia a contratação de mais um médico para atuação no local.



Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top