Missas são canceladas até o dia 3 de abril

Diante do avanço do novo coronavírus no Brasil, especialmente no estado de São Paulo, a Diocese de Amparo decretou o cancelamento de todas as missas até o dia 3 de abril, última sexta-feira antes do Domingo de Ramos. A medida vale a partir desta quinta-feira, 19, data em que foi publicado o decreto assinado pelo bispo diocesano Dom Luiz Gonzaga Fechio.

O documento determina ainda que, de acordo com o costume local, as igrejas devem permanecer abertas, para orações individuais dos fiéis que assim desejarem. Dom Luiz também orientou que os presbíteros continuem disponíveis à população, nos horários habituais. "Rezemos, em comunhão, por todas as vítimas dessa epidemia, pelas autoridades civis e pelos profissionais de saúde", pediu o bispo diocesano.

Ainda não há orientações sobre a Semana Santa, a mais importante da Igreja Católica. O decreto da Diocese de Amparo vale para todas as igrejas de Mogi Mirim, Itapira, Águas de Lindoia, Holambra, Lindoia, Monte Alegre do Sul, Pedreira, Jaguariúna, Santo Antônio de Posse e Serra Negra.

MOGI GUAÇUJá a Diocese de São João da Boa Vista, responsável pelas paróquias de Mogi Guaçu e outros 16 municípios, foi além e já suspendeu as celebrações da Semana Santa. As missas foram canceladas por tempo indeterminado. "Cada um em sua casa, com a família, em espírito de oração", orientou o bispo Dom Antônio Emidio Vilar, em decreto publicado nesta quinta.

A diocese abrange as cidades de Mogi Guaçu, São João da Boa Vista, Aguaí, Águas da Prata, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Estiva Gerbi, Mococa, Itobi, Espírito Santo do Pinhal, Santa Cruz das Palmeiras, Santo Antônio do Jardim, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, Tambaú, Tapiratiba e Vargem Grande do Sul.

Dom Luiz Gonzaga assinou decreto suspendendo missas até 3 de abril (Foto: Divulgação)

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top