Mogi Mirim tem 5 novos casos suspeitos de coronavírus; outros 2 foram descartados

A Secretaria de Saúde de Mogi Mirim informou nesta quinta-feira, 12, que o município registrou novos cinco casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19). Outros dois foram descartados. Dos novos casos suspeitos, quatro tem histórico de viagem à Itália e um para a Espanha. Todos estão estáveis e em isolamento domiciliar.

Os pacientes suspeitos são um homem, de 48 anos, três mulheres, com 44, 46 e 68 anos, e uma adolescente de 14 anos, que apresenta suspeita a partir do contato com um familiar, que chegou ao Brasil vindo da Itália.

Os dois casos descartados são de um casal com histórico de visita à Alemanha, entre os dias 20 e 24 de fevereiro. Trata-se de um homem, de 27 anos, e uma mulher de 31 anos, residentes na cidade de Campinas, mas que por conta de familiares em Mogi, buscaram atendimento na cidade no último dia 29 de fevereiro.

PROTOCOLO
A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância em Saúde, vai discutir, nesta sexta-feira, 13, medidas para lidar com os casos suspeitos do novo coronavírus em Mogi Mirim. O encontro será realizado a partir das 10h, na Santa Casa de Misericórdia.

Estarão presentes o médico infectologista Dr. João Paulo Grecco e integrantes da Secretaria de Saúde, Vigilância em Saúde, Atenção Básica, Atenção Especializada, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e equipe interventora do hospital. Representantes do Hospital 22 de Outubro também deverão comparecer.

O objetivo é levar ao conhecimento dos dirigentes e técnicos dos diversos segmentos um protocolo de atendimento para a rede pública de Saúde, visando o enfrentamento da doença no município.

MONITORAMENTO
O Governo do Estado de São Paulo divulgou que, conforme atualização do Ministério da Saúde, todas as pessoas que chegarem ao Brasil de países da América do Norte, Europa e Ásia, e tiverem sintomas como febre, tosse, coriza ou falta de ar poderão ser considerados casos suspeitos.

A alteração substitui uma lista de países anteriormente atualizada pelo Governo Federal, considerando o cenário da doença pelo mundo e também as rotas de viagens internacionais, visto que as principais rotas com o país vêm da Europa e América do Norte. O país também continuará atento aos viajantes vindos da Austrália, América Central e do Sul, com transmissão local indicada pela OMS.

DICAS DE PREVENÇÃO
- Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
- Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
- Não compartilhar objetos de uso pessoal;
- Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
- Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
- Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
- Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top