Mãe confessa que enterrou Ísis Helena e corpo é encontrado na Zona Rural de Itapira

Após 59 dias de muita procura e angústia por parte de parentes e amigos, a Polícia Civil de Itapira, com a ajuda de bombeiros voluntários e Defesa Civil, finalmente encontrou o corpo da menina Ísis Helena, na manhã desta terça-feira (29). A menininha, de apenas 1 ano e 11 meses estava desaparecida desde o dia 2 de março.

Os restos mortais da criança foram localizados enterrados na zona rural de Itapira, próximo ao bairro de Duas Pontes. A elucidação desse crime só foi possível após uma segunda confissão da mãe da menina, Jennifer Natália Pedro, 20, que está presa, preventivamente, na penitenciária feminina de Mogi Guaçu, desde o dia 17.

Inicialmente, a mãe havia dito que a filha havia morrido na madrugada do dia 2 de março e que ela havia se livrado do corpo de Ísis Helena, soltando-o no rio do Peixe. Porém, agora, além de confessar que enterrou o corpo da filha, deu a localização exata. Imediatamente, uma equipe da Polícia Científica foi para o local para realizar a perícia e o corpo da menina já foi transferido para o Instituto Médico Legal (IML) de Mogi Guaçu.

Durante uma coletiva realizada na sexta-feira, o delegado seccional de Mogi Guaçu, José Antônio Carlos de Souza, afirmou que a prioridade, a partir da confissão da mãe da menina, seria localizar o corpo. Uma grande operação foi montada, inclusive com o uso de sonar e drones.

A esperança era encontrar o corpo da menina às margens do rio Mogi Guaçu, onde deságua o Rio do Peixe. O seccional acredita que, a partir dos exames necroscópicos que serão realizados no corpo da menina, será possível esclarecer alguns pontos obscuros do depoimento de Jennifer.

Ainda na coletiva de sexta-feira, o delegado afirmou que nenhuma hipótese pode ser descartada antes que todas as informações sejam reunidas e esclarecidas.

A elucidação do crime se deu após segunda confissão de Jennifer Natália Pedro (Foto: Reprodução)

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top