Mulher é morta a tiros no Guaçu; ex-companheira é acusada do crime

Um relacionamento conturbado, de mais de quatro anos, acabou em tragédia na noite de terça-feira, 19, no Jardim Santa Felicidade, na região dos Ypês, Zona Norte de Mogi Guaçu. Daiane Lima, 38, é apontada como autora dos cinco disparos que mataram Juliana Cristina Cairos, 34.

As duas estavam juntas há quatro anos, mas, há 15 dias, em mais uma crise de ciúmes de Daiana, o casal se separou, colocando um ponto final no relacionamento. No entanto, na noite de terça, por volta das 21h30, Daiane chegou em uma Yamaha Factor 125 e parou em frente à casa de Juliana.

Ela chamou a ex-companheira para conversar e Juliana a atendeu do lado de fora da casa de sua família. Poucos minutos mais tarde, familiares de Juliana ouviram disparos do lado de fora. Quando saíram, encontraram-na caída, a poucos metros da casa, situada à Rua da Servidão.

Segundo testemunhas, a vítima levou o primeiro tiro próximo à casa, depois, ao tentar fugir pela rua, gritando por socorro, foi alvejada, pelo menos, mais quatro vezes. O calibre da arma ainda não foi determinado pela perícia. Sabe-se apenas que se trata de um revólver.

Apontada como autora do crime, Daiane fugiu a pé, deixando a moto, a bolsa e o coldre da arma para trás, levando apenas o revólver. Um pastor de uma igreja evangélica do bairro chegou a ver Daiane fugindo, segurando uma arma. "Era um revólver pequeno, de cano curto", recordou-se.

A Guarda Civil Municipal chegou ao local rapidamente e realizou buscas na região, na tentativa de localizar a acusada, que mora em um bairro próximo, mas não a encontrou. A relação entre Juliana e Daiane, de acordo com amigos e familiares da vítima, sempre foi muito turbulenta.

Há cerca de quatro meses, durante uma crise de ciúmes, Daiane teria ateado fogo no carro de Juliana. A polícia segue procurando por Daiane. O corpo de Juliana foi removido para o IML (Instituto Médico Legal).

Crime ocorreu no bairro Santa Felicidade, onde a vítima morava com a família (Foto: Cláudio Henrique Felício)


Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top