!


Prefeito determina redução de 20% nos contratos do município

Devido à queda na arrecadação provocada pela pandemia da Covid-19 e ao cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB) decidiu, na quinta-feira, 7, reduzir em 20% o valor de todos os contratos firmados com os fornecedores e prestadores de serviço da Prefeitura, incluindo coleta de lixo e locações. A medida será adotada através do decreto 8.120, que será publicado na edição de hoje do Jornal Oficial de Mogi Mirim.

De acordo com a Secretaria de Finanças, a expectativa é que a Prefeitura consiga reduzir os custos em até R$ 1,5 milhão ao mês. Na semana passada, o Governo Municipal efetivou o primeiro pacote de medidas emergenciais, dentre as quais, o corte de cargos comissionados e a diminuição dos valores das Funções Gratificadas (FGs) no valor de R$ 2,5 milhões. Somadas as duas medidas financeiras, a economia chegará a R$ 4 milhões mensais. A determinação também será aplicada ao Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae).

Para o prefeito, os estudos e a adoção do planejamento estratégico também tem a intenção de conter prováveis impactos econômicos. “O atual cenário expõe a necessidade imediata de medidas urgentes provocadas devido à queda na arrecadação das receitas próprias, e das transferências de recursos feitas pelos governos federal e estadual”, explicou Bueno, em material divulgado à imprensa.

Caberá a cada uma das pastas municipais a análise dos contratos e o cumprimento da redução do percentual requerido. As secretarias de Suprimentos e Qualidade e de Finanças deverão fazer o acompanhamento dos trabalhos.

Prefeitura espera reduzir gastos em até R$ 1,5 milhão (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top