!


GCM interdita festa com mais de 300 jovens em Mogi Mirim

A Guarda Civil Municipal (GCM) acabou com mais uma festa clandestina que acontecia em Mogi Mirim na noite do último sábado, 30. Por volta das 21h, a corporação recebeu várias denúncias de que um evento, de grandes proporções, estaria sendo realizada em uma chácara às margens da SP-147 (Mogi/Limeira), na altura do Km 67.

Duas viaturas da GCM foram até o local e constataram que, apesar da proibição desse tipo de evento no atual estado de quarentena, justamente para evitar aglomerações durante a pandemia de Covid-19, uma festa acontecia no local. Os guardas civis identificaram que o responsável pelo evento era um jovem de 21 anos.

Eles explicaram que aquele tipo de evento não poderia estar ocorrendo em virtude da pandemia do novo coronavírus e que a festa desrespeitava uma medida sanitária estabelecida por decreto. A princípio, o jovem concordou com as orientações prestadas pelos GCMs.

Ele também disse que estava comemorando seu aniversário, mas que iria encerrar a festa e se despedir dos cerca de ‘20 convidados’ ali presentes. No entanto, às 22h30, outra queixa chegou à Central de Comunicações da GCM, relatando que a festa não só tinha recomeçado, como havia mais gente e o som estava ainda mais alto.

Desta vez, os guardas civis, com o reforço das Rondas Ostensivas Municipais (Romu) e do Grupo de Ação com Cães (GOC), retornaram à chácara. Quando chegaram, havia mais de 300 pessoas sem máscaras no local, ouvindo um som altíssimo e consumindo bebidas alcoólicas.

O responsável pela festa foi novamente comunicado da proibição. Segundo informações, parte dos convidados também hostilizou a presença dos GCMs. Foi quando houve a necessidade do uso de gás de pimenta para dispersar a multidão.

Em pouco tempo, não ficou ninguém na festa. O dono da chácara também foi até o local para ajudar os GCMs a acabarem com o evento. Ele afirmou que havia locado a propriedade por R$ 500 a diária e que o responsável havia garantido que a festa seria para, no máximo, 25 pessoas.

A GCM pede a cooperação das pessoas e reitera que não irá permitir a promoção de festas ou demais eventos nos quais haja aglomeração de pessoas ou desrespeito ao sossego da população. No sábado anterior, guardas civis também acabaram com um baile funk clandestino que era realizado em uma rua do Jardim Planalto, ilegalmente interditada pelo evento.



2 comentários:

  1. Foi bom o atendimento da Polícia mas devia ter multado o aniversariante por não atender o pedido parar parar a festa

    ResponderExcluir

Scroll to top