!


Empresário Edson Simoso morre aos 47, vítima da Covid-19

O empresário Edson Simoso, de 47 anos, faleceu nesta terça-feira, dia 7, em decorrência de complicações da Covid-19. Ele estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital 22 de Outubro e morreu após uma parada cardiorrespiratória, segundo informações de familiares.

"Um rapaz jovem, pai exemplar de família, um ótimo primo, um cidadão que deu a cara a tapa pelo nosso país", escreveu a prima de Edson, Renata Simoso, nas redes sociais. Outros parentes e amigos também demonstraram pesar pelo falecimento.

Além de empresário, Edson Simoso se notabilizou desde a Greve dos Caminhoneiros de 2018 por encabeçar os protestos realizados em Mogi Mirim. Mais recentemente, era um dos organizadores das manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro na cidade, além de ser um dos coordenadores da coleta de assinaturas pela criação do partido Aliança pelo Brasil.

Na noite de domingo, amigos e familiares postaram, também nas redes sociais, pedidos de oração a Edson, que já estava em estado grave na UTI e havia sofrido duas paradas cardíacas, segundo as informações divulgadas.

Como o empresário foi diagnosticado com o novo coronavírus, o protocolo da Vigilância em Saúde não permite que haja velório. Edson Simoso deixa esposa e filhas. Agora, Mogi Mirim contabiliza 10 mortes por Covid-19 e 284 casos confirmados, de acordo com o boletim divulgado no final da tarde desta terça-feira.

Edson Simoso tinha 45 anos, era empresário e deixa esposa e filhas (Foto: Reprodução/YouTube)



Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top