!


Elias Ajub terá major Getúlio Macedo como vice

Flávio Magalhães

O psicólogo Elias Resek Ajub (Republicanos) confirmou sua candidatura a prefeito do município ao lado do major Getúlio Macedo (Republicanos), policial militar reformado e ex-diretor municipal de Segurança Pública. A coligação recebeu o nome de “Mogi Mirim rumo ao futuro”.

“Por conta da minha profissão, conheço quais são os principais problemas de nossa cidade. Estou pronto para liderar uma mudança real”, afirmou Ajub, em vídeo divulgado nas redes sociais. “Vamos mudar a realidade de Mogi Mirim. Por Deus, pela família, pelo município e pela Pátria”, enfatizou.

O candidato do Republicanos tenta uma aproximação com o eleitorado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A escolha do vice foi um aceno a esse eleitorado, uma vez que o Major Getúlio participou do movimento que visava criar o partido Aliança Pelo Brasil em Mogi Mirim. Ajub também divulgou vídeo ao lado de Rogéria Bolsonaro, primeira esposa do presidente e mãe de Flávio, Eduardo e Carlos. 

Sem compor aliança com nenhum outro partido, Elias Ajub afirmou também que foi procurado para ser candidato a vice de quase todos os demais prefeituráveis. No entanto, recusou os convites por interpretar esses movimentos como tentativas de inviabilizar seu nome. “Mais uma vez, queriam colocar em minhas mãos uma caneta sem tinta”, afirmou.

Após a eleição de 2016, quando ficou em terceiro lugar e conquistou aproximadamente seis mil votos, Ajub foi convidado para assumir a Secretaria de Saúde do governo Carlos Nelson Bueno (PSDB). Deixou o cargo após 30 dias, alegando falta de autonomia e em meio a uma crise com a Santa Casa de Misericórdia.

Não faltaram críticas ao atual prefeito. “Enfeitar a cidade com recapeamento de asfalto foi mais importante do que salvar a Santa Casa de Mogi Mirim. A maquiagem do asfalto gerou uma dívida em torno de R$ 30 milhões. Como? Com quase R$ 500 milhões de arrecadação anual não é possível garantir o mínimo na Saúde?”, questionou.

Elias Ajub concorrerá com uma "chapa pura", como em 2016, desta vez, ao lado do major Getúlio Macedo (Foto: Divulgação)




Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top