!


Menores são suspeitos de terem participado de latrocínio no Nova Santa Cruz

Dois menores de idade são os principais suspeitos de terem participado do assalto que terminou com a morte do vendedor Paulo César Manara, 56 anos, que trabalhava na empresa Morecap/Vipal. Ele foi morto a tiros na porta de casa, na Rua Eliza Mansur Pierobon, no bairro Nova Santa Cruz, zona Oeste de Mogi Mirim.

LEIA MAIS: Homem é morto a tiros após assalto no Nova Santa Cruz

Menos de duas horas após esse latrocínio, a Polícia Militar (PM) e a Guarda Civil Municipal (GCM) foram chamadas para atender a ocorrência de um suposto assalto na Rua José Felício, no Parque das Laranjeiras. Ao chegarem ao local, os PMs e GCMs encontraram dois jovens baleados.

Eles disseram que eram menores de idade e que haviam sido feridos a tiros por assaltantes. Um deles havia sido baleado no abdômen e o outro, na perna. Eles disseram que dois homens, em uma Honda Titan 160, tentaram assaltá-los e, ao reagirem, acabaram feridos a tiros. 

A versão não convenceu os policiais. Os rapazes foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até a Santa Casa, onde receberam atendimento médico. Os dois são os principais suspeitos de terem participado do latrocínio e de terem sido baleados pela vítima, embora neguem o fato. 

A polícia também já sabe que um terceiro criminoso estaria com a dupla e teria deixado os comparsas no Laranjeiras para que simulassem um assalto e, com isso, pudessem receber socorro médico, sem despertar suspeitas. A reportagem de A COMARCA está acompanhando o caso, que ainda está em andamento, e a qualquer momento poderá trazer novas informações.




Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top