!


Seções eleitorais são remanejadas por determinação do TSE

O remanejamento das seções eleitorais foi uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para todo o Brasil. Isso porque a licitação que previa a compra de novas urnas eletrônicas foi impugnada, segundo informou o Cartório Eleitoral de Mogi Mirim. Sem as novas urnas, houve a necessidade do remanejamento de eleitores.


Essa redistribuição, no entanto, acabou deixando os eleitores confusos nos locais de voto. De acordo com orientação do cartório, todas as mudanças, para todas as cidades, podem ser consultadas pelo aplicativo de smartphone e-Título, disponível em lojas de apps para Android ou iOS, e também pelo site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). 

A chefe do Cartório Eleitoral de Mogi Mirim, Rogéria Beatriz Loura, ainda explicou que muitos eleitores, quando fizeram o recadastramento biométrico, mudaram de seção. “Só que muitos estão levando o título antigo”, destacou. Rogéria ainda reforçou que as listas com as seções atualizadas, entre outros materiais disponíveis, foram enviadas às direções das escolas ainda na última sexta-feira, 13, para que houvesse tempo hábil de se organizarem. 

Contudo, a reportagem de A COMARCA verificou que, por exemplo, não havia uma lista na Escola Estadual (EE) Monsenhor Nora, maior colégio eleitoral de Mogi Mirim. “Todos foram orientados" garantiu. "Fizemos as nossas reuniões. Eles podem estar perdidos em achar o material, mas que está na escola, está”, argumentou a chefe do cartório.



Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top