!


Morre Carlão Corrêa, vítima da Covid-19

Faleceu, no final da manhã de ontem, 22, o empresário do setor de confecções Carlos Alberto de Almeida Corrêa, o Carlão Corrêa, 61, vítima de Covid-19. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia.

Palmeirense fanático e torcedor da Tucurense, Carlão era figura muito querida entre os times de futebol amador da cidade. Recentemente, foi tricampeão da Copa de Futebol Society como técnico do Victória, entre 2017 e 2019.

Nos anos 1990, patrocinou uma equipe chamada Bolsa do Automóvel. Anos mais tarde, sob o comando do técnico Geraldo Bertanha, o Gebê, esse mesmo time se transformaria em Supercred e seria campeão da 2º Divisão do Amador. 

Também nos anos 1990, Carlão participou com Gebê e Dori das primeiras transmissões de jogos do Sapão, na então SecTV (TV Mogi Mirim). O trio também criou o primeiro programa de esportes da emissora, o "Bola na Rede". O agora vereador Gebê fala com carinho do amigo. “Era uma pessoa de coração enorme, extremamente bondoso e que ajudava quem quer que fosse”, emociona-se. Carlão também amava o Mogi Mirim Esporte Clube e sofreu muito com a deterioração e quase extinção desse clube.

Suas críticas à gestão desastrosa de Rivaldo Vitor Borba Ferreira à frente do Mogi, renderam-lhe um processo, que ele acabou vencendo. O empresário também era um filantropo, envolvido em várias campanhas de doação de alimentos em bairros pobres.

Carlão Corrêa, apesar de ser muito ligado ao esporte amador de Mogi Mirim, foi colaborador de A COMARCA e também é lembrado por ter sido o criador do grupo de Facebook “Dedo Duro/ Pro Bem de Mogi”, em 2013, que ultrapassou mais de 30 mil seguidores. Ele dizia que esta página do Facebook era para dar voz à população. Carlão Corrêa deixa a esposa Rosana e o filho Jônatas.



Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top