!


Prefeitura pode retomar aulas em março, mas vai aguardar Conselho de Educação

As aulas presenciais na rede municipal de ensino podem ser retomadas na primeira quinzena de março. Essa é a perspectiva atual da Prefeitura de Mogi Mirim, que já retomou as atividades escolares, de maneira remota, no último dia 8 de fevereiro. 

Antes de uma decisão ser tomada, porém, a Administração mogimiriana vai aguardar uma manifestação do Conselho Municipal de Educação e uma vistoria geral da Vigilância em Saúde nos prédios da rede de ensino da cidade. 

Recentemente, o prefeito Paulo Silva recebeu representantes de um grupo de pais de estudantes de Mogi Mirim, que pedem o retorno das atividades presenciais. O encontro ocorreu no Gabinete, instalado no Centro Municipal de Aperfeiçoamento do Magistério Antônio de Souza Franco, a Estação Educação. 

A secretária municipal de Educação, Ana Lúcia Bueno Peruchi, também esteve na reunião, que foi intermediada pela vereadora Joelma Franco da Cunha (PTB). Representando as mães e pais, estiveram a secretária Michele Souza, a nutricionista Mara Mazon e a vendedora Dengele Mercadante Rosa. 

O prefeito ouviu os depoimentos e o pedido pelo retorno das aulas presenciais da rede municipal de ensino. E reforçou a elas que a Prefeitura também defende este retorno, seguindo um planejamento alinhado entre as secretarias responsáveis e também com prefeitos de outras cidades da região. Itapira, por exemplo, já definiu o retorno para 8 de março.

“Como médico, eu digo que o local mais seguro, neste momento de pandemia, é o que adota todas as medidas de segurança sanitária. E as escolas serão estes locais mais seguros para as nossas crianças”, defendeu o prefeito. Paulo Silva destacou, porém, que há um cronograma a seguir, reforçando a estruturação das escolas, já que, na primeira semana de janeiro, muitas unidades escolares estavam defasadas em seu aspecto físico e distantes das adaptações às exigências sanitárias. 

Foram destacadas as atualizações do Programa Escola Segura, empresa especializada na formação e consultoria em saúde e segurança, contratada ainda em 2020. O objetivo é assegurar que as unidades educacionais tenham condições físicas e sanitárias para receber os alunos na retomada do calendário escolar.

Ana Peruchi reforçou o desejo da retomada segura das aulas presenciais e expressou que a Prefeitura não só compreende, como vive a mesma angústia dos pais que querem seus filhos de volta ao ambiente escolar. 

A secretária explicou que a Secretaria Municipal de Educação tem dado atenção especial ao retorno remoto das aulas, mas mantendo os planos para a retomada presencial. Entre as ações, estão reuniões para tratar de demandas importantes, como a merenda e o transporte escolar e orientações aos docentes para a realidade da educação em meio à pandemia. 

“Temos um grande apoio da Secretaria de Saúde. Na semana passada, tivemos uma palestra com uma infectologista da Vigilância Epidemiológica, em que os gestores das unidades de ensino conheceram mais desta realidade e repassaram as informações aos seus professores. Na semana que vem, teremos uma capacitação importante aos docentes também”.

Perspectiva da Prefeitura é retomar aulas na primeira quinzena de março (Foto: Arquivo/PMMM)

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top