!


Morre Hugo Stort, ídolo do Mogi Mirim Esporte Clube

Diego Ortiz

Um dos maiores ídolos da história do Mogi Mirim Esporte Clube, Hugo Peres Stort morreu, aos 74 anos, na tarde desta terça-feira, dia 9, vítima de uma parada cardíaca, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Francisco, em Mogi Guaçu. 

Com problemas no coração, Hugo passou mal durante uma consulta com um cardiologista e foi internado na UTI, onde colocaria um marcapasso, mas acabou sofrendo a parada cardíaca. 

Hugo jogou no Mogi Mirim nas décadas de 60 e 70, como lateral-esquerdo, quarto zagueiro, volante e meia. Foi um dos principais craques do histórico esquadrão do Mogi Mirim Esporte Clube de 1970, campeão da Primeira Série da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. 

Hugo também foi ídolo da Caldense, de Poços de Caldas, e jogou pelo Cerâmica Clube, de Mogi Guaçu, União Possense e pelo Gazeta, tradicional clube amador de Campinas. 

No meio futebolístico, era conhecido como o “craque que não quis ser” pelo entendimento de que poderia ter defendido grandes clubes e até chegado à seleção brasileira se tivesse priorizado o futebol. 

Fora do futebol, atuou como químico na Refrigerantes Storti. Foi também sócio da antiga loja Palácio dos Esportes, em companhia do irmão Henrique Stort, com quem atuou no histórico Sapão 70. 

Hugo era casado com Sandra Maria Patelli Stort, com quem teve dois filhos. O corpo será velado no Velório Municipal de Mogi Mirim e o sepultamento deve ocorrer nesta quarta-feira.

Hugo Stort foi um dos principais craques do histórico esquadrão de 1970 do Mogi Mirim Esporte Clube (Fotos: Divulgação e José Hamilton Turola)


Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top