!


Prefeitura pede ajuda a empresas para ampliação de dez leitos de UTI Covid

Em reunião na última segunda-feira, 29, o prefeito Paulo Silva (PDT) solicitou ajuda financeira de empresas instaladas em Mogi Mirim e região para a ampliação de dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 na Santa Casa de Misericórdia.

A reunião foi intermediada pela secretária de Relações Institucionais, Maria Helena Scudeler de Barros, e contou com a presença de representantes das empresas Tenneco, DataCenter Itaú e International Paper.

A Secretária de Saúde, Clara Carvalho, apresentou os valores necessários para manutenção de dez leitos de UTI Covid por três meses, por meio de empresa terceirizada. Tais leitos seriam locados pela empresa Life Med, que possui o Kit com equipamentos fundamentais para o funcionamento das UTIs Covid: cama hospitalar, respirador pulmonar, bomba de infusão, aspirador de secreção, carrinho de emergência, desfibrilador e monitor cardíaco.

Além do custo dos equipamentos, a Prefeitura também apresentou os valores necessários para manutenção da equipe especializada em UTI, com enfermeiro, técnico de enfermagem, fisioterapeuta, equipe de limpeza e médico plantonista. No total, a ampliação de dez leitos custaria em torno de R$ 540 mil mensais.

As empresas se comprometeram a levar os valores para as respectivas matrizes e, dentro do possível, ajudar com os custos fixos que deverão garantir a operação das novas UTIs Covid do município.

Empresas se comprometeram a levar valores para avaliação das matrizes (Foto: Divulgação/PMMM)

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top