!


Mais de 700 profissionais da Educação são vacinados no sábado e doses se esgotam

A maioria dos profissionais de Educação de Mogi Mirim foi vacinada no último sábado, em quatro unidades de saúde. Houve plantão de atendimento no Centro de Especialidades Médicas (CEM) e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Jardim Paulista, Santa Clara e Vila Dias. No total, 728 doses da Coronavac foram aplicadas ao longo do dia.

No entanto, apesar dos profissionais da Educação terem aderido em massa ao chamado para a vacinação, a equipe da Vigilância Epidemiológica enfrentou um problema com a quantidade de doses enviadas pelo Governo do Estado.

Embora o município tenha recebido 78 frascos da Coronavac para vacinar o equivalente a 780 profissionais da Educação, alguns frascos vieram com uma quantidade menor de imunizante, sendo possível fazer apenas nove aplicações e não dez, como era esperado. Com isso, das 780 aplicações previstas, as vacinas se esgotaram com 728 doses aplicadas.

De acordo com a Vigilância, frascos com menos doses configuram "queixa técnica" nas ações de vigilância pós-comercialização. Por isso, o Município já fez a notificação pelo site do Centro de Vigilância Sanitária (CVS) para que o problema fique registrado, a Administração Municipal respaldada e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) possa tomar as providências necessárias.

“Houve uma perda de aproximadamente 7% de doses. O problema já foi comunicado e esperamos uma resolução rápida. Se, eventualmente, algum profissional de Educação com mais de 47 anos ficou sem tomar a primeira dose da vacina, será preciso aguardar a liberação de novos lotes para este grupo, por parte do Governo do Estado”, ressaltou a coordenadora da Vigilância em Saúde, Vivian Delalibera.

Houve plantão de atendimento em quatro unidades de saúde para vacinar os profissionais da Educação (Foto: Divulgação/PMMM)


Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top