!


Moradores reclamam de mudanças na Avenida Juscelino Kubitschek

Flávio Magalhães 

As recentes intervenções viárias promovidas pela Prefeitura na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, uma das principais vias da zona Norte de Mogi Mirim, são motivo de preocupação e até de insatisfação para moradores das proximidades. O ponto mais polêmico foi a implantação de uma rotatória no cruzamento com a Avenida das Azaleias, no Inocoop.

Moradora do bairro, Karine Corrêa procurou A COMARCA para relatar a imprudência dos motoristas no novo dispositivo. “Não estão respeitando o ‘pare’ e estão jogando os carros sobre os outros motoristas, que estão realizando o contorno na rotatória”, disse. De acordo com a sinalização viária, quem trafega pela Avenida Juscelino Kubitschek deve parar na rotatória.

Outra irregularidade que vem sendo cometida, segundo Karine, é que muitos veículos estão virando na contramão na Avenida das Azaleias. A via, no trecho da Praça Lucinda Brasi Brandão, agora é mão única, não permitindo mais a conversão diretamente da Avenida Juscelino Kubitschek. “Guardas de trânsito poderiam começar a orientar, pois as melhorias foram realizadas com o intuito de sanar outros problemas, mas não vêm sendo eficientes”, sugere.

Para Paula Theodoro, residente na avenida, as intervenções da Prefeitura aumentaram os problemas na via. “Diante de pessoas que não respeitam leis de trânsito, só facilitou para que acontecessem mais acidentes”, avaliou. Além disso, o fechamento de todos os retornos da avenida acabou aumentando o trânsito nas ruas do Inocoop, que não estão em boas condições. “São ruas estreitas e cheias de buraco”, relatou.

“Para quem passa uma vez por dia ou por semana, está tudo normal. Para quem vê a situação o dia todo, está complicado”, complementou Paula. “A gente vê que não está dando certo. Da minha casa, o que mais ouço é freada, buzina e gente falando alto”, acrescentou ela, que afirma que a insatisfação é geral entre os que usam a avenida com frequência. “Faltou um estudo mais aprofundado”, frisou.

RESPOSTA
Para A COMARCA, a Secretaria de Mobilidade Urbana informou que, na Avenida Juscelino Kubitschek, a sinalização viária demarcou a área de estacionamento, além da demarcação de sinalizações horizontal e vertical. “Inclusive, para assegurar mais segurança viária aos motoristas e pedestres, a secretaria também viabilizou a alteração de direção viária na Avenida das Azaleias”, explicou a nota. 

O órgão confirmou que o local com o maior número de infrações de trânsito é na Praça Lucinda Brasi Brandão, onde o condutor infrator acessa pela contramão, “em via absolutamente bem sinalizada”.

“A Secretaria de Mobilidade Urbana destaca que a avenida mencionada também está rigorosamente sinalizada, conforme determina a Lei 9503/07. Outro ponto a ser ressaltado é que ao visualizar o agente de trânsito, no mesmo instante, o condutor respeita a sinalização ciente do fato de que será autuado pelo agente”, prossegue a nota.

Por fim, a secretaria informa que o condutor que desrespeita as normas de trânsito, além de incorrer em infrações que resultam em multas, também poderá incorrer em tipificação de crimes de trânsito, como por exemplo, lesão corporal e homicídio culposo.

Em abril, quando a rotatória foi implantada e os retornos fechados, a Prefeitura justificou que a intenção era promover maior segurança para os usuários da avenida, especialmente em horários de pico. Isso porque a Secretaria de Mobilidade Urbana havia identificado “um alto número” de acidentes graves de trânsito naquela localidade, especialmente nos cruzamentos existentes no canteiro central. 

Em abril, rotatória foi implantada e retornos foram fechados pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Foto: Nelson Theodoto Jr.)

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top