GCM recupera três carros furtados; dois são presos

Em mais um trabalho da Guarda Civil Municipal (GCM), dois homens foram presos na tarde de domingo, 19, quando se preparavam para desmontar dois carros furtados. Nilson Martins Silva, 40, e Luiz Fernando Lima, 34, foram flagrados em uma plantação de eucaliptos, na fazenda Mata da Chuva, no final da estrada “Amador Jorge Siqueira Franco” (Estrada da Cloroetil).

No local foram recuperados um VW Gol e um Ford Del Rey que já estavam parcialmente desmontados. A ocorrência começou por volta das 14h, quando os GCMs Leandro e Vitório, que pertencem ao Grupo de Operações com Cães (GOC) receberam informações sobre dois carros abandonados naquele local.

Os agentes foram até a fazenda e realmente encontraram os veículos. Quando ainda estavam no local, um Gol com Nilson e Luiz Fernando, se aproximou da plantação de eucaliptos. A dupla, em atitude suspeita, acabou sendo abordada pelos GCMs. Após alguns minutos de conversa, eles confessaram que haviam furtado os veículos em Mogi Guaçu e iriam desmontá-los para vender as peças.

Ambos foram conduzidos para a Delegacia Central, onde foi elaborado o flagrante de furto. Também passaram por exame de corpo de delito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Leste. Já os donos dos veículos foram notificados e já recuperaram seus carros.

MAIS UM
Também na tarde de ontem, a GCM recuperou uma picape Fiat Fiorino que havia sido furtada no Alto dos Ypês, Zona Norte de Mogi Guaçu. O veículo acabou encalhado em uma estrada rural, próximo a fazenda Jacuba, Zona Rural de Mogi Mirim.

Segundo o dono do carro, dentro da Fiorino havia peças para caminhão que valem mais do que a própria picape. Ele também relatou que esta é a segunda vez que furtaram a Fiorino. As ações da GCM foram chefiadas pelo coordenador William, com apoio dos guardas civis municipais Márcio, Jeferson, Silva, Giovani e Moreira da Romu (Rondas Ostensivas Municipais), Isaias, Flávio e Paulo.



Editoria:

Polícia apreende mais de 75 kg de maconha em loja de pneus

Uma operação policial que teve início em Mogi Guaçu, há alguns dias, acabou com a apreensão de mais de 75 quilos de maconha em Mogi Mirim, na manhã desta sexta-feira, 17.

Policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Delegacia Seccional guaçuana, apreenderam a droga por volta das 10h30, numa loja de pneus situada na rua do Tucura, próxima ao supermercado São Vicente, centro da cidade.

A operação também contou com o apoio de investigadores do SIG de Mogi Mirim. Segundo os policiais, um caminhão Volkswagen, azul, placas BOG-7608, de Vinhedo, deixou Mogi Guaçu em direção a Mogi Mirim.

Ao chegar na loja de pneus, o veículo manobrou e entrou de ré no interior do estabelecimento comercial, com o intuito de descarregar a maconha. Nesse instante, os policiais invadiram a loja e prenderam, em flagrante, o dono do comércio.

Também foram presos dois rapazes que transportaram a droga até Mogi. Na carroceria do caminhão, coberto por uma lona, estavam cerca de 77 quilos de maconha, divididos em dois fardos embrulhado em plástico preto.

Os três presos e a droga foram levados até a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Mogi Mirim, onde o delegado Alessandro Morcillo autuou o trio por tráfico de drogas.

“Foi um trabalho muito cansativo, com muitas horas de investigação, vigia e monitoramento”, disse um policial guaçuano à reportagem de A COMARCA. Ele lembra que, no momento da abordagem, havia clientes dentro da loja, que se assustaram com a presença de policiais armados. “Foi tudo muito rápido, pois não havia tempo a perder”, arrematou.

Atualizado às 17h35

Caminhão com placas de Vinhedo deixou Mogi Guaçu rumo a Mogi Mirim carregado com drogas


Editoria:

Prefeitura declara situação de emergência em áreas afetadas por chuvas

Diante dos estragos provocados pela forte chuva do último domingo, 12, a Prefeitura de Mogi Mirim anunciou que vai decretar situação de emergência na cidade.

O chefe de Gabinete, Guto Urbini, convocou secretários municipais, além do presidente Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae), Rodrigo Sernaglia, na manhã desta quarta-feira, 15, para solicitar agilidade nos trabalhos de recuperação.

Há várias ruas com asfaltado danificado, alguns trechos intransitáveis, necessidade de remoção de árvores e entulho de córregos e problemas em galerias pelo fluxo de água durante o temporal. Somente no domingo, a cidade registrou 66 milímetros de chuva. Durante todo o final de semana, foram 81 milímetros, segundo levantamento da Defesa Civil.

Será feita contratação emergencial que permitirá agilizar os reparos evitando que os serviços diários de manutenção da cidade sejam prejudicados. Esses serviços permaneceram ininterruptos, mesmo durante o recesso de final de ano da Prefeitura, por determinação do prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB).

A expectativa era de que o prefeito assinasse ainda nesta quarta o decreto de situação de emergência sugerido por sua equipe de governo e recomendada pela Defesa Civil, tendo em vista a inundação corrida no final de semana, que resultou em uma morte no município, e a previsão meteorológica que indica continuidade de chuvas de longa duração.

Segundo o chefe de Gabinete, serão utilizados recursos próprios para reconstruir o que foi danificado pela chuva de forma mais rápida. “O município tem saúde financeira para emergências, tanto que estamos separando de R$ 200 mil a R$ 300 mil para recuperar o mais rapidamente possível esses pontos danificados pela chuva", afirmou Carlos Nelson.

Temporal deixou ruas com asfalto danificado e intransitável em alguns trechos (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Editoria:

Após 3 meses de espera, Raio-X da UPA começa a operar

Ana Paula Meneghetti

A operação do aparelho de Raio-X da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada na zona Leste de Mogi Mirim, teve início na noite da última terça-feira, 7, após três meses de espera da população. O anúncio da aquisição do novo equipamento foi feito pela Prefeitura ainda em outubro do ano passado. Na mesma publicação, o Executivo informou que o aparelho entraria em funcionamento até o final daquele mês.

Novo aparelho de Raio-X foi anunciado pela Prefeitura em outubro de 2019; sala precisou passar por adequações para receber equipamento (Foto: Divulgação)

Contudo, para garantir uma operação eficaz, a Secretaria Municipal de Saúde argumentou que precisou realizar uma série de adequações em uma sala da UPA, exclusiva para o uso do Raio-X, o que acabou atrasando o funcionamento do serviço. No local, a pasta promoveu o nivelamento do piso antiderrapante adaptado para suportar o peso da máquina e o fluxo de pessoas. Uma porta específica para comportar o manuseio da máquina também foi instalada, evitando o vazamento da radiação e protegendo os demais ambientes da unidade de saúde.

O aparelho, no valor de R$ 154 mil, foi adquirido via processo de licitação junto à empresa Konica Minolta Healthcare do Brasil Indústria e Equipamentos Médicos, com sede na cidade de Nova Lima-MG. O equipamento, de alta tecnologia, colabora para uma melhor precisão, qualidade e rapidez no diagnóstico dos pacientes. “Solucionamos problemas técnicos, da radioatividade, das paredes, blindagem das portas (evitando o vazamento da radioatividade) e estamos agora com uma boa expectativa; de um Raio-X de primeira linha para a população de Mogi Mirim”, declarou, em nota à imprensa, o secretário de Saúde, Ederaldo Moreno.

O diretor técnico da UPA, Lélio Silva Júnior, também comentou sobre a dificuldade em adequar o espaço. Segundo Júnior, foram executadas adaptações nas portas, vidros e paredes, para que todos pudessem circular e os trabalhadores tivessem a segurança garantida, sem o risco de estarem expostos à radiação. Para o diretor, com a qualidade de digitalização da imagem, a expectativa é aprimorar o atendimento e a precisão do diagnóstico para os pacientes da cidade. “Precisamos de qualidade de serviço. Esse é o nosso objetivo; melhorar a UPA”, completou Moreno.

TELHADO
A Secretaria de Saúde também começou a fazer a manutenção no telhado da UPA. O serviço, realizado pela empresa Ph4 Construções e Engenharia Ltda., vencedora de processo licitatório aberto pela Prefeitura, consiste na troca de telhas e calhas. O trabalho, com investimento de R$ 116 mil, foi iniciado no dia 2 de janeiro e tem prazo de conclusão para o próximo dia 25.

Serão feitas 22 novas saídas de água, além da troca dos parafusos de todas as telhas, cobertos com massa para não soltarem com o tempo. As atuais calhas serão substituídas por calhas mais largas e com melhor inclinação.

Editoria: , , ,

Ponto Novo adquire o Sol Horticenter

Diego Ortiz

O Sol Supermercado & Horticenter, localizado na Avenida Professor Adib Chaib, em Mogi Mirim, foi adquirido pela rede do Supermercado Ponto Novo, de Mogi Guaçu. Desde 1º de janeiro, a operação do estabelecimento já está sob o comando da nova direção.

O sócio-proprietário e diretor administrativo do grupo Ponto Novo, Adriano Lima, explica que já haviam sido adquiridas duas áreas em Mogi Mirim para implantação de um supermercado em 2020 e acabou surgindo a oportunidade de aquisição do Sol. Então, a rede optou por investir em uma loja já consolidada, com a tradição de 20 anos no mercado. No entanto, futuramente, ainda existe a possibilidade de uma expansão ainda maior, com inauguração de uma nova loja na cidade em uma das áreas adquiridas.

Inicialmente, o nome Sol Supermercado & Horticenter será mantido em Mogi Mirim (Foto: Divulgação)

A ideia de expansão da loja, com a inauguração de uma unidade na cidade, foi motivada muito em função da expressiva presença de clientes de Mogi Mirim nas unidades de Mogi Guaçu, que se deslocam ao município vizinho, atraídos especialmente por promoções. Além dos deslocamentos, Lima frisa haver muitos clientes de Mogi que realizam compras on-line no Ponto Novo. “Sempre fizemos muita propaganda em Mogi Mirim”, frisa Lima, ressaltando que todo esse vínculo gerou a confiança de investimento na cidade.

Inicialmente, o nome Sol Supermercado & Horticenter será mantido, até porque a marca foi adquirida, mas uma análise será feita nesse período em relação à alteração do nome. “A tendência é mudar para Ponto Novo”, admite Lima, frisando que um dos fatores é a marca do supermercado de Mogi Guaçu já ser muito forte em Mogi.

Questionado se as características do Horticenter serão mantidas ou se haverá uma adaptação ao modelo do Ponto Novo, Lima frisa que o intuito é fazer uma sinergia entre o conhecimento e fatores positivos das duas empresas. Por outro lado, ressalta que será possível melhorar a competitividade do preço, pelo maior volume de compras.

A principal novidade no Sol, segundo Lima, deve ser a dinâmica maior de ofertas e promoções. Ontem, foi promovido o primeiro “Sextou”, já tradicional no Ponto Novo, com descontos, às sextas-feiras, em bebidas como cerveja, whisky e champanhe, e carnes para churrascos. A participação exige a utilização do aplicativo da loja.

A rede conta com um calendário de promoções. Além da sexta-feira destinada a bebidas e carnes para churrasco, há venda de pães pela metade do preço na segunda-feira, com ativação do desconto via aplicativo. Às terças e quartas, as promoções envolvem frutas, verduras e legumes e, às quintas-feiras, carnes.

No dia 26 de janeiro, será realizado o sorteio de uma casa de uma antiga campanha do Clube de Vantagens, restrita ao Ponto Novo, e está previsto o lançamento de uma nova promoção, cujo prêmio ainda não foi revelado, em que os clientes do Sol já poderão participar.

UNIDADES
O Ponto Novo conta com duas unidades em Mogi Guaçu, uma na Avenida Emília Marchi Martini, no Jardim Almira, e outra na Rua José Ferreira de Camargo, no Jardim Novo I. O início das atividades do Ponto Novo foi em 1991, na época com uma pequena mercearia montada para atender aos moradores da zona Leste de Mogi Guaçu. Já a unidade de Mogi começou em 1999, como Sol Horticenter, com investimento no setor de hortifruti.

Em 2001, ampliou sua estrutura, agregando os setores de açougue, mercearia e padaria. Em 2011, contou com uma ampliação e o nome foi alterado para Sol Horticenter Supermercados. No ano passado, outra negociação de impacto regional havia ocorrido no ramo, quando a rede de Supermercados Cubatão (SMC), de Itapira, adquiriu a rede Lavapés Supermercados, de Mogi Mirim.

Cadastro para transporte rural e passe escolar pode ser realizado até março

A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Educação, está com cadastro aberto para o transporte rural e passe escolar em 2020. O cadastro rural, iniciado no dia 2 de novembro do ano passado, e que segue com inscrições até 6 de março, contempla alunos da rede pública municipal e estadual. Já o passe escolar teve o cadastro aberto na última segunda-feira, 6, ficando à disposição dos interessados até 31 de março. Para os dois processos, é preciso a apresentação de documentos pessoais do aluno.

O cadastro para o transporte rural pode ser realizado na sede da Secretaria de Educação (Foto: Divulgação)

TRANSPORTE RURAL
O cadastro para o transporte rural pode ser realizado na sede da Secretaria de Educação, localizada à Rodovia Deputado Nagib Chaib, 550, no Morro Vermelho, ao lado da Escola Técnica Estadual (Etec) Pedro Ferreira Alves. O atendimento é oferecido de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 16h30.

No total, o transporte da zona rural possui 69 rotas, entre manhã, tarde e noite. Elas são divididas, algumas mistas e outras de responsabilidade tanto do Estado quanto do município. É obrigatória a confecção da carteirinha para todos os estudantes, que devem mantê-la na mochila ou no material escolar, diariamente.

COM CARTEIRINHA
Para quem já possui a carteirinha de 2019 é necessário apresentar 1 foto 3x4 recente, caso não queira aproveitar a foto da carteirinha do ano passado, cópia do comprovante de endereço e declaração de matrícula da escola. Outra exigência é levar a carteirinha de 2019 no ato do cadastro.

SEM CARTEIRINHA
Neste caso, a Prefeitura pede a apresentação de duas fotos 3x4 recentes, cópia da certidão de nascimento ou RG do aluno, cópia do comprovante de endereço e declaração de matrícula da escola.

O transporte é voltado para alunos da rede pública municipal e estadual. Alunos da Faculdade de Tecnologia (Fatec) Arthur de Azevedo, da Escola Técnica Estadual (Etec) Pedro Ferreira Alves e da Faculdade Santa Lúcia podem efetuar o cadastro no Setor de Protocolo da Prefeitura, com sede no Paço Municipal, à Rua Doutor José Alves, 129, no Centro, solicitando a vaga como caronista. Serão montadas as linhas dos alunos e encaixados os caronistas, caso ainda haja lugar.

PASSE ESCOLAR
O passe escolar, destinado para aqueles que carregam o passe do transporte urbano, tem cadastro aberto no Setor de Protocolo, de segunda a sexta-feira, em horário comercial. É exigido declaração de matrícula da escola, cópia do RG ou certidão de nascimento e também a cópia do comprovante de endereço.

Após o cadastro, os documentos são encaminhados para a Secretaria de Educação, que autoriza o desbloqueio para os alunos que já possuem a carteirinha ou a confecção do item aos novos beneficiados. Os créditos são carregados nos ônibus da Viação Fênix, responsável pelo transporte público em Mogi Mirim.

Mogimiriano, padre Ademir Bernadelli será o novo pároco da Matriz São José

A menos de 30 dias de assumir oficialmente os trabalhos na Igreja Matriz de São José, padre Ademir Bernardelli disse, durante entrevista para A COMARCA, que já está de “malas prontas”. Explicou que existe uma ansiedade natural e que chega com o compromisso de “realizar a caminhada na fé e ajudar a construir o Reino de Deus”.

Aos 52 anos, Bernardelli tem uma trajetória diversificada na vida sacerdotal (Foto:Divulgação)

Durante a conversa, revelou que, apesar de na certidão de nascimento constar como sendo natural de Jaguariúna, na verdade, nasceu aqui em Mogi Mirim. “Naquela época Jaguariúna pertencia à Comarca de Mogi Mirim e o parto foi realizado na cidade”, detalhou. Ele contou ainda que em meados de dezembro esteve visitando a paróquia, onde se reuniu com o atual titular, padre Nelson Demiciano.

Aos 52 anos, Bernardelli tem uma trajetória bastante diversificada em suas atribuições sacerdotais, é dono de um italiano fluente, resultado de sua passagem pelo antigo continente quando estudou na Itália.Ele estava há sete anos ocupando a titularidade da Paróquia de São Benedito, em Itapira.

A missa de posse está marcada para ocorrer no dia 2 de fevereiro, às 10h, e vai contar com a participação do Bispo de Amparo, Dom Luiz Gonzaga Fecchio. São aguardadas também as presenças de diversos religiosos da Diocese de Amparo. Antes, porém, foi celebrada em Itapira a “missa de envio”, na noite do último domingo, 12.


OS PÁROCOS DA IGREJA MATRIZ

1751-1752:
Pe. Antonio Damaso da Silva
1752-1758: Pe. Antonio Xavier de Mattos
1758-1760: Pe. Vital Gomes Freire
1760-1766: Pe. Antonio do Prado Siqueira
1766-1769: Pe. Inácio Francisco Moraes
1770-1774: Pe. José Rodrigues Bueno
1774-1776: Pe. José Pais de Almeida Leme
1776-1977: Frei José de Jesus Maria do Desterro
1777-1796: Pe. Antonio do Prado Siqueira
1796-1822: Pe. João Safino da Fonseca
1822-1823: Pe. Francisco Emydio de Toledo
1823-1832: Pe. Francisco de Paula Teixeira
1832-1833: Pe. Manoes José Fernandes Pinto
1833-1834: Pe. Martinho Antonio Barreto
1834-1835: Pe. José Joaquim de Oliveira Brazeiros
1835-1843: Pe. Francisco Manoel Malachias
1843-1847: Pe. José Maria Cardoso de Vasconcellos
1847-1851: Pe. Luis Antonio de Alvarenga
1851-1881: Pe. José Maria Cardoso de Vasconcellos
1881-1892: Pe. João Eboli
1892-1892: Pe. José Estevam Ferreira
1892-1896: Cônego João Evangelista da Silva Braga
1897-1901: Pe. Miguel Marcondes do Amaral
1901-1903: Pe. Pedro Francisco dos Santos
1903-1904: Pe. José Michaud
1904-1906: Pe. Michelangelo da Rosa
1906-1909: Pe. Joaquim Soares de Oliveira Alvim
1909-1910: Pe. Vicente Ferreira Passo
1910-1923: Cônego Moysés da Silva Nora
1923-1925: Pe. Oscar Sampaio Peixoto
1925-1927: Pe. Vicente Rizzo
1928-1947: Monsenhor Moysés da Silva Nora
1947-1960: Monsenhor José Nardim
1960-1963: Cônego Tomas Vaqueiro
1963-1966: Cônego Carlos Menegazi
1966-1968: Monsenhor José Nardim
1968-1987: Cônego Carlos Augusto Gomes Malho
1980-1981: Frei José Vieira de Lima
1982-1984: Frei Valdemiro Giovanella
1985-1986: Frei Jairo José Benica
1987-1990: Pe. Ercílio Turco
1990-2003: Monsenhor Gilberto Edison Schneider
2003-2011: Pe. Carlos Alberto Rodrigues Jorge
2011-2020: Pe. Nelson Antonio Demiciano
Scroll to top