A Comarca

Empresa investigada pelo MP é contratada de novo

A Prefeitura de Mogi Mirim contratou mais uma vez, agora por R$ 7 milhões, a Pluri Rental Comercial Locações, de Ribeirão Pires (SP). A empresa está sob investigação do Ministério Público (MP) pelo contrato de aproximadamente R$ 11,3 milhões, referente a 2013, suspeito de superfaturamento.

A investigação é motivada pelo fato de que a contratação se deu para o aluguel de caminhões e máquinas pesadas, sendo que a Prefeitura já possui caminhões e máquinas pesadas. Tanto que a empresa Gallo Pneus foi contratada para a manutenção desses veículos, o que até rendeu outra investigação do MP anteriormente, uma vez que a Gallo Pneus repassou irregularmente os serviços para outra empresa.

A suspeita do Ministério Público também é de superfaturamento no contrato de 2013. O inquérito civil foi instaurado em face do ex-secretário de Governo, Gabriel Mazon, do ex-secretário de Suprimentos e Qualidade, Antonio Carlos Camilotti Júnior, e o atual secretário de Obras, Habitação e Serviços, Wilson Rogério da Silva. O novo contrato foi homolado no dia 15 e publicado no Diário Oficial do Estado na quarta-feira, 21.

Oficialmente, a Administração refuta a hipótese de superfaturamento. O Governo ainda nega que houve “desvio de objeto” na contratação da Pluri Rental. “A denúncia apresentada ao Ministério Público confundiu alguns conceitos”, alega a Prefeitura. “A empresa locadora de máquinas não presta esses serviços, apenas locando os equipamentos. Assim, não existe qualquer desvio do objeto”, informa.

Por Flávio Magalhães

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp