A Comarca

‘Vail Chaves’ é liberado, afirma clube

O Mogi Mirim Esporte Clube, enfim, vai poder jogar diante de sua própria torcida. De acordo com a diretoria do clube, o estádio “Vail Chaves” obteve os laudos necessários para receber jogos do Campeonato Paulista da Série A2. A estreia deve ser diante do Água Santa, agendado para o próximo dia 04 de março, às 16h, pela nona rodada.

Na manhã da última quarta-feira, 22, o tenente Zampolo, do Corpo de Bombeiro de Mogi Guaçu, realizou a vistoria no estádio e liberou a praça esportiva para abrigar os jogos do Sapão da Mogiana. O Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), necessário para a liberação do “Vail Chaves”, será emitido e a Federação Paulista de Futebol (FPF) deve autorizar a realização de partidas.

O jogo diante do Bragantino, na tarde de hoje, 25, foi transferido para a Arena Barueri, a 150 quilômetros de distância do “Vail Chaves”. A solicitação foi feita pela diretoria do Mogi Mirim Esporte Clube, diante da interdição de seu próprio estádio. O regulamento do campeonato prevê que o clube deve indicar à FPF um novo local em caso de impossibilidade do uso de seu próprio estádio. O prazo para essa comunicação é de, no mínimo, oito dias de antecedência, sob pena de não realização da partida.

Interditado desde novembro do ano passado, somente o “Vail Chaves” e o “Dr. Osvaldo Scatena”, do Batatais, não conseguiram regularizar sua situação perante a FPF. O estádio do Mogi Mirim não tinha os laudos de segurança, de condições sanitária e de higiene e de prevenção e combate de incêndio, além do auto do Corpo de Bombeiros.

O presidente Luiz Henrique de Oliveira já chegou a declarar que levaria todos os jogos do Sapo para outra cidade caso não conseguisse a liberação do estádio. Dos três jogos que o Sapo já disputou no Campeonato Paulista da Série A2 como mandante, dois foram no estádio “Major José Levy Sobrinho”, em Limeira (contra Velo Clube e Juventus), e outro no “Nicolau Alayon”, em São Paulo.

Marcelo Gotti / MMEC


BRAGANTINO
O jogo de hoje, às 16 horas, na Arena Barueri, marca o reencontro do técnico Marcelo Veiga com um clube em que fez história: o Bragantino.  O treinador comandou o Massa Bruta por 390 partidas, sendo campeão do Brasileiro da Série C em 2007.

Quando enfrentava o Mogi Mirim, porém a sorte não era a mesma. O Sapão sagrou-se campeão do Troféu do Interior justamente sobre o Bragantino de Veiga, em 2012. O retrospecto também está a favor dos mogimirianos. O Mogi não sabe o que é derrota para o Bragantino atuando como mandante. Em nove jogos disputados, o Sapão da Mogiana venceu cinco e empatou outras quatro.
Nos históricos dos confrontos, de 1989 a 2015, foram disputados 19 partidas entre Sapo e Massa Bruta pelo Campeonato Paulista. O Mogi Mirim conquistou oito vitórias, o Bragantino, seis, e foram contabilizados outros cinco empates.

A última vitória do Bragantino sobre o Mogi Mirim, mas como mandante, ocorreu em 2012 no Estádio “Nabi Abi Chedid”, em Bragança Paulista, pelo placar de 2 a 0. Léo Jaime e Giancarlo foram os anotadores para o Massa Bruta. De lá para cá foram apenas vitórias do Sapão da Mogiana.
Atualmente, os clubes ocupam posições extremas dentro da tabela de classificação. O Mogi Mirim aparece na zona de rebaixamento, onde ocupa a 16ª colocação com seis pontos e o Bragantino está no G4, garantido na quarta posição da tabela com 10 pontos somados.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp