A Comarca

Mogi empata e está mais perto do rebaixamento

Em mais uma apresentação sofrível, o Mogi Mirim Esporte Clube chegou ao quinto jogo sem vitória na Série C do Campeonato Brasileiro, ao empatar com a Tombense por 1 a 1 na tarde de sábado, 29, no Estádio “Vail Chaves”. Em duelo válido pela 12ª rodada da primeira fase, o Sapão largou na frente, mas se perdeu em erros primários e por pouco não foi derrotado em casa.

Pressionado pelo fantasma do rebaixamento, o Mogi Mirim começou o meio perdido em campo e viu a Tombense controlar a partida nos minutos iniciais. No entanto, aproveitou falta sofrida por Gustavo para abrir o placar. Aos 10, Jânio levantou a bola na área. Após desvio, ela sobrou limpa para Emerson, que com tranqüilidade bateu de chapa para colocar o Sapão em vantagem, 1 a 0.

Apesar do gol sofrido, a Tombense não se abateu e continuou melhor em campo. Aos 28, o rápido Keké escapou em velocidade e só foi parado com falta. Para azar do Mogi, o zagueiro Vinicius recebeu o segundo cartão amarelo no lance e foi expulso. A situação complicou de vez três minutos depois, quando o endiabrado Keké empatou a partida.

Aos 31, Ewerton Maradona puxou belo contra-ataque e deu passe ‘açucarado’ para o atacante. Sem dificuldades, Keké dominou, entrou na área e mandou para o fundo das redes, empatando a partida em 1 a 1. Depois do gol, o Gavião Carcará aumentou a intensidade, acuando o Sapão no seu campo de defesa.

O primeiro tempo só terminou em igualdade devido a uma grande defesa realizada por Márcio. Aos 45, Ewerton Maradona bateu escanteio fechado. A zaga do Mogi afastou o perigo, mas na sequência do lance a bola sobrou para Coutinho. O volante soltou um petardo, defendido com primor pelo goleiro.
Mesmo com um a menos, o Mogi Mirim tentou pressionar no início da etapa complementar. Aos 5, Cristian mostrou habilidade ao dominar bem a bola, girar e bater para o gol. Bem colocado, Darley fez a defesa.

O Sapão começou a apostar nas decidas de Alex Cazumba pela esquerda. Aos 13, o lateral bateu o escanteio com ‘veneno’, mas a defesa mineira afastou. Na sobra, Rodrigo bateu bem para o gol, a bola passou perto, assustando o goleiro do Gavião Carcará.

A resposta da Tombense veio aos 24, em cobrança de Dênis. Quando todos achavam que o lateral-esquerdo iria cruzar, ele bateu direto para o gol. No reflexo, Márcio espalmou para escanteio.

Na cobrança, a zaga do Mogi conseguiu cortar sem maiores dificuldades. No mais, os times continuaram se doando na partida, mas o placar não foi mais alterado até o apito final do árbitro Eduardo de Santana Nunes. (com informações do Portal Futebol Interior)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp