!


Com aumento de casos de Covid, prefeitos discutem medidas de restrição

O aumento no número de novos casos de Covid-19 acendeu mais uma vez o alerta na Prefeitura de Mogi Mirim e em toda a região. Na noite de ontem, terça-feira, representantes de quatro cidades discutiram possíveis medidas de restrição que podem ser colocadas em prática nos próximos dias. O encontro, na Estação Educação, reuniu os prefeitos Paulo Silva (Mogi Mirim), Rodrigo Falsetti (Mogi Guaçu) e Toninho Bellini (Itapira), além do secretário municipal de Saúde de Estiva Gerbi, Sebastião Dias.

Diante do agravamento da situação epidemiológica de todos os municípios da microrregião e das altas taxas de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), foram debatidas algumas restrições possíveis. Tais restrições seriam menos traumáticas que um lockdown, por exemplo, mas, se respeitadas, ajudariam a controlar a disseminação do vírus.

"A situação está próxima do colapso na nossa microrregião, agravou de duas semanas para cá", informou o prefeito Paulo Silva. As propostas serão levadas às secretarias de Saúde de cada município. Uma nova reunião, dessa vez on-line, será realizada nesta quarta-feira. A decisão sobre quais medidas restritivas serão adotadas, coletivamente, deverá ser anunciada na quinta-feira. "O vírus não respeita fronteiras, por isso as medidas precisam ser coletivas", explicou o chefe do Executivo mogimiriano, que avaliou ainda que a situação atual é pior que a de março deste ano. 

Paulo Silva admitiu que a questão econômica pesa contra as medidas de restrição. "Nossos empresários seriam novamente penalizados. Mas a questão é a vida. As pessoas morrerem por falta de um leito de UTI é uma situação lamentável, não podemos chegar a esse ponto". O prefeito de Mogi Guaçu, Rodrigo Falsetti, defendeu que economia e saúde caminhe juntos. "Nenhum prefeito gosta de restringir trabalho", afirmou. Contudo, também acredita que as medidas restritivas precisam ser tomadas em conjunto entre as quatro cidades. "Cada município depende um do outro. É preciso união nesse momento", frisou.

O prefeito de Itapira, Toninho Bellini, garantiu que um lockdown foi descartado durante a reunião. "Se tivesse um lockdown, teria que ser de cima para baixo, do governo federal ou do governo estadual, para que pudesse ter um resultado", avaliou. 

Os prefeitos Paulo Silva, Rodrigo Falsetti e Toninho Bellini estiveram reunidos em Mogi Mirim (Foto: Claudio Henrique Felício/Portal da Cidade)

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top