!


Mogi Mirim cria mais, mas perde para o São-Carlense

Em jogo em que criou uma série de oportunidades e viu o Grêmio São-Carlense ter grande eficiência, o Mogi Mirim foi derrotado por 2 a 0, na manhã deste domingo, no Estádio Vail Chaves, pela quinta rodada do Grupo 3 da Segunda Divisão do Campeonato Paulista Sub-23, a Bezinha, o quarto patamar do futebol estadual.

Com o resultado, o Mogi Mirim segue na penúltima colocação do Grupo 3, com quatro pontos.

O jogo começou com 13 minutos de atraso em função da falta de policiamento. Com a chegada da Polícia Militar, a partida foi iniciada.

A primeira etapa foi amplamente dominada pelo Mogi Mirim, que criou uma série de oportunidades e chegou a ter um gol anulado, para revolta dos donos da casa. Já o Grêmio São-Carlense teve apenas uma chance, mas conseguiu abrir o marcador.

O Sapo começou a partida com grande intensidade, impondo pressão no campo de ataque. Logo no primeiro minuto, quase fez um golaço. Após cobrança de escanteio e desvio, Carlos, que estava de costas para a meta adversária, virou para arrematar em uma espécie de voleio, acertando a trave direita do goleiro Lucas Alves.

Mogi Mirim quase abriu o placar logo no primeiro minuto, com um voleio de Carlos, que acertou a trave. (Foto: Diego Ortiz/A COMARCA)

Aos cinco, após levantamento da direita, Pelé marcou de cabeça, mas foi assinalado impedimento. Dois minutos depois, em nova jogada aérea, Danilo recebeu cruzamento de João Paulo e teve boa oportunidade, mas cabeceou fraco, facilitando a defesa de Lucas Alves. Aos 8, Kiko Becker recuou mal a bola para o goleiro do São-Carlense e Gabriel Biteco correu na tentativa de marcar, mas o arqueiro acabou dividindo com o meia-atacante mogimiriano e evitou a abertura do placar.

Na primeira chance criada, o Grêmio São-Carlense abriu o marcados, aos 19 minutos. Em troca de passes pela esquerda envolvendo três jogadores, Danilo, que havia iniciado a jogada, recebeu na área, se livrando da marcação, e finalizou na saída do goleiro Alemão.

Aos 41, Gabriel Biteco cobrou falta da esquerda, próximo da linha lateral da grande área. Havia a possibilidade de alçar a bola na área, mas arrematou direto, buscando o ângulo esquerdo do goleiro Lucas Alves, que saltou para espalmar para escanteio.

O segundo tempo teve um panorama semelhante ao primeiro, com o Mogi criando e o São-Carlense mudando o placar.

Logo no início do segundo tempo, após lançamento de Pedro, Carlos se livrou da marcação do zagueiro Lucas Anselmo e seguia para ficar de frente para o goleiro Lucas Alves, mas foi derrubado pelo marcador driblado. Na cobrança da falta, Gabriel Biteco mandou por cima do gol.

Aos 13, em jogada de velocidade, João Paulo foi acionado e teve boa chance para marcar, mas pegou mal na bola, que saiu à esquerda do arqueiro visitante.

Na sequência, aos 14, após falha da defesa mogimiriana, a bola sobrou na área para Wallace, que finalizou rasteiro, com precisão para fazer 2 a 0.

Aos 24, em contra-ataque, Pelé conduziu a bola pela esquerda, avançou rumo ao centro e finalizou com perigo de fora da área: Lucas Alves defendeu, provocando o escanteio.

O Mogi quase marcou um golaço aos 30 minutos, em finalização de fora da área de Erick que acertou o travessão.

Aos 39, Neto chutou de fora da área e Alemão rebateu.

Já nos acréscimos, após passe errado do Mogi Mirim, Lauro dominou a bola atrás do meio de campo, superou a linha, avançou e tentou surpreender o goleiro do Sapo, mas a finalização saiu à esquerda da meta mogimiriana.

Aos 51, o Mogi teve uma chance clara para diminuir o marcador, quando Joãozinho recebeu livre na pequena área, mas bateu mal, nas mãos do goleiro Lucas.

O Sapo volta a jogar no próximo domingo, às 10h, diante do São Carlos, novamente no Estádio Vail Chaves. Na primeira rodada da competição, o Mogi foi derrotado pelo São Carlos por 1 a 0, no Estádio Municipal Professor Luiz Augusto de Oliveira.   

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top