!


Mogi vai aplicar 2ª dose da Pfizer para quem tomou 1ª dose da AstraZeneca

A Secretaria Municipal de Saúde de Mogi Mirim anunciou que, a partir desta semana, quem tomou a vacina da AstraZeneca como primeira dose de imunização contra a Covid-19 receberá a vacina da Pfizer como segunda dose. 

A aplicação das duas vacinas foi autorizada pelo Governo do Estado de São Paulo em 10 de setembro, em caráter emergencial, com o objetivo de cumprir o esquema vacinal. Os detalhes técnicos desta decisão podem ser consultados na 22ª atualização do Documento Técnico da Campanha de Vacinação Contra a Covid-19 e na Nota Técnica Nº 6/2021 – SECOVID/GAB/SECOVID/MS. 

O documento estabelece que a vacinação conjunta dos dois imunizantes está sendo cada vez mais difundida, onde não é possível administrar a 2ª dose da vacina do mesmo fabricante. A medida é baseada no fato de que o abastecimento e distribuição das vacinas da AstraZeneca estão prejudicados no Brasil. 

A intercambialidade destas vacinas foi chancelada pelo Comitê Científico do Governo do Estado e pelo Plano Estadual de Imunização (PEI), que embasaram a decisão em estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e orientações do próprio Ministério da Saúde. A decisão também foi aprovada em deliberação bipartite com o Conselho dos Secretario Municipais de Saúde de São Paulo (Cosems).

No município, a ação excepcional e emergencial, isto é, a aplicação das vacinas (1ª dose: AstraZeneca e 2ª dose: Pfizer) será feita para as pessoas que estão em atraso ou com a 2ª dose agendada para os próximos dias. O período de 12 semanas entre as doses deverá ser respeitado. 

O período de 12 semanas entre as doses deverá ser respeitado normalmente (Foto: Arquivo/Governo de SP)


Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top