!


Reforma do Cemaae será entregue em outubro

As obras no Centro Municipal de Apoio e Atendimento Especializado (Cemaae) Rachel Ramazzini Mariotoni estão entrando na reta final. A reforma deve ser entregue no mês de outubro, segundo apurou A COMARCA, mais especificamente na semana do aniversário de 252 anos de Mogi Mirim.

Essa manutenção ocorre sem custo para os cofres públicos, graças a um Termo de Compromisso assinado em março entre a Prefeitura e a empresa de empreendimentos imobiliários Flor D´Aldeia, que está investindo mais de R$ 500 mil para a reforma do prédio do Cemaae.

O local estava em situação de abandono nos últimos anos, com problemas estruturais. Já no início da reforma, três frentes de trabalho passaram a atuar no local, sendo uma destinada à manutenção e reparo de calhas, uma equipe de pintura e uma terceira equipe no piso das salas de aula.

Na última semana, o prefeito Paulo Silva (PDT) e o vereador Márcio Evandro Ribeiro, o Márcio do Boxe (PODE), estiveram no Cemaae, acompanhando a evolução das obras. A reportagem de A COMARCA acompanhou a visita.

Foi o vereador que intermediou o Termo de Compromisso entre a empresa e a Prefeitura. A assinatura ocorreu em abril, reunindo Márcio, Paulo Silva, o secretário de Obras, Paulo Roberto Tristão, e o sócio-proprietário do Flor D´Aldeia, Ricardo Lima Braga Santistevan.

“Trocamos os pisos, ferragens, consertamos a infiltração, reforçamos a fundação para evitar futuras rachaduras, pintamos o prédio todo e, em detalhes, cuidamos de tudo com muito amor e carinho”, elencou Ricardo, para A COMARCA. O empresário destacou ainda que o Cemaae poderá dobrar a capacidade de crianças atendidas. “Tem uma importância social enorme”, resumiu.

Representantes do Flor D´Aldeia, incluindo Ricardo, visitam a obra duas vezes por semana, para garantir o bom andamento da reforma. Um exemplo foi quando o empresário constatou que a massa que prende os vidros em cada uma das janelas era muito antiga e rachada em algumas partes, mas, mesmo assim, foi pintada pelas equipes. “O vidro poderia cair. Mandei arrancar tudo e colocar massa nova e pintura nova”, relatou, dizendo que faz questão de utilizar os melhores materiais no Cemaae. “Nós não fazemos essa obra só por obrigação, fazemos por amor. Lá existem crianças e famílias”, enfatizou Ricardo.

O sócio-proprietário do Flor D´Aldeia ainda destacou outras benfeitorias custeadas pela empresa em Mogi Mirim, como a construção de casas de aluguel social, uma nova adutora de água para a região Norte da cidade, a duplicação da Rodovia Amador Jorge da Siqueira Franco, a reforma do Velório Municipal, dentre outras contrapartidas.

MODELO
Com a reforma, o Cemaae passa a ser sinalizado como instalação modelo para o Programa Município VerdeAzul (PMVA). A escolha se deu em virtude do prédio já ter incorporado ao seu projeto os itens estruturais de sustentabilidade ambiental, atendendo às diretrizes estaduais. 

Para o PMVA, são necessários, no mínimo, 10 itens sustentáveis para a edificação pública ser considerada modelo. No Cemaae, diversos itens exigidos são totalmente contemplados: lâmpadas LED e fluorescentes, ventilação natural, caixa acoplada no vaso sanitário, torneiras com arejador, torneiras com temporizador, acessibilidade, reuso de madeira de demolição, pintura clara nos ambientes, áreas permeáveis, coleta seletiva e destinação adequada de resíduos da construção civil.

O prefeito Paulo Silva e o vereador Márcio Ribeiro, o Márcio do Boxe, estiveram no Cemaae, acompanhando a evolução das obras, que devem ser entregues na semana do aniversário de Mogi Mirim (Foto: Silveira Jr.)

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top