!


Dados da Polícia Militar apontam queda da criminalidade em setembro

Apesar de estar com uma defasagem superior a 30% de seu efetivo, a Polícia Militar de Mogi Mirim registrou uma queda significativa na criminalidade em setembro, em relação ao mês anterior. A redução de crimes ocorreu em quase todos os tipos de delito, como roubos e furtos, roubos e furto de veículos e até mesmo em crimes com vítimas de letalidade violenta, como homicídios e latrocínios. 

Em entrevista ao jornal A COMARCA, na tarde de quinta-feira, 7, o comandante da 2ª Cia do 26º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), capitão Tiago Eugênio Módena Fernandes, explicou que a redução da criminalidade se deve, principalmente, à forte presença dos policiais militares nas ruas e na repressão aos crimes como, por exemplo, furtos e roubos de veículos.

Ele ressalta que, recentemente, a PM acabou com um desmanche de motos na zona Leste, além de prender vários suspeitos de estarem ligados a essa modalidade de crime. Somado ao combate aos furtos e roubos de moto, também vale destacar a recuperação de veículos que haviam sido levados pelos bandidos.

“A diferença na quantidade de crimes contra o patrimônio foi significativa", reforçou. De acordo com um relatório elaborado pela 2ª Cia da PM, crimes como roubos de veículos tiveram uma queda de 63% em setembro em relação a agosto deste ano. Já comparado a setembro de 2020, a queda é ainda maior: 67%. 

Já os furtos de veículos, em relação a agosto deste ano, diminuíram 10% e os roubos apresentaram uma queda de 76%. Para Módena, isso é reflexo direto de uma maior presença da PM nas ruas. Para ilustrar o que diz, ela mostra os números referentes, por exemplo, à fiscalização de veículos. 

Enquanto em 2020 foram checados aproximadamente 500 veículos, este ano, até setembro, já haviam sido vistoriados mais de 1,3 mil carros, motos, caminhões, dentre outros. Prisões em flagrantes já são o dobro em relação a 2020, saltando de seis para 12, além de mandados de prisão, que foram de apenas sete no ano passado para 16 até agora. O capitão também destacou a atuação da PM no combate às drogas. Este ano, foram 1.400% a mais de cocaína apreendida durante as operações, 155% a mais de crack e 596% de aumento de apreensão de maconha em relação ao ano anterior.  

O comandante da 2ª Cia acredita que esses números devem se manter constantes nos próximos meses, já que esta unidade da PM vem quebrando todas as metas estabelecidas pelo comando do 26º BPM/I. E mesmo com a aproximação do final de ano, quando o comércio passa a funcionar até mais tarde e a região central recebe uma maior quantidade de pessoas, Módena mantém o otimismo. “Vamos reforçar o patrulhamento para garantir um final de ano tranquilo para os mogimirianos”, finalizou. 

O comandante da 2ª Cia acredita que esses números devem se manter constantes nos próximos meses (Foto: Claudio H. Felício/Portal da Cidade)

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top