!


Jamil Bacar Neto é campeão do Troféu Brasil, em Santos

Diego Ortiz

Em uma espécie de confirmação da explosão de uma revelação do triatlo, o triatleta mogimiriano Jamil Bacar Neto, de 21 anos, neto do ex-prefeito de Mogi Mirim, Jamil Bacar, sagrou-se campeão do  tradicional Troféu Brasil, na categoria amador, de 18 a 24 anos, no último dia 3, em Santos. A prova teve as distâncias do triatlo olímpico, com 1500 metros de natação, 40 quilômetros de ciclismo e 10 de corrida.

Ainda desconhecido no cenário do triatlo nacional, em início de carreira, Neto surpreendeu os presentes, pois, além do título de campeão em sua categoria, foi o vice-campeão na classificação geral, envolvendo os profissionais. “Realmente, todo mundo depois da prova veio perguntar, bastante gente veio conversar, parabenizar pelo trabalho, realmente ninguém conhecia, foi uma surpresa para todo mundo”, admitiu.

O triatleta, que representou a equipe Team Teruel, de seu técnico Juliano Teruel, não competia desde fevereiro de 2020 em virtude da pandemia de Covid-19, vislumbrava atingir o pódio em sua categoria, mas admite que o resultado foi melhor que o esperado. “Eu tava com a cabeça de pegar pódio, ninguém me conhecia e querendo ou não no esporte ser conhecido é uma coisa muito importante por questões de patrocínio, parceiras. Acabou que deu segundo geral, superando um pouco as expectativas, eu imaginei que fosse subir no pódio, porque pódio é até quinto”, justificou. Jamil Neto concluiu a prova com tempo de 2 horas e cinco minutos, enquanto o campeão Yago Rodrigues Santos Alves finalizou em 2 horas e quatro minutos. 

Outro ponto de destaque para se ter uma ideia da conquista de Jamil é o fato de ter sido sua primeira competição no mar. O triatleta nunca havia sequer treinado em águas marítimas e adorou a experiência. “Tinha bastante público assistindo porque é na orla da praia, tem o tempo todo pessoal torcendo, incentivando, que é uma coisa que ajuda bastante”, afirmou, admitindo que estava um pouco inseguro em como seria competir no mar. “Mas na hora ali é tanta adrenalina que você até esquece que está nadando no mar, está tão concentrado em fazer uma boa natação, fazer um bom ritmo, que a natação ser no mar é um detalhe muito pequeno”, colocou, observando que o contato físico comum na natação em águas abertas acabou não ocorrendo. “Por conta da pandemia, as largadas estavam sendo mais divididas, por categoria, de idade, então, eu acabei largando com poucas pessoas e já dei uma distância logo no início”, explicou.

A natação foi, inclusive, o ponto em que Jamil Neto considera ter sido o diferencial para o bom resultado na competição. “Logo na natação, eu consegui fazer uma boa prova e já abrir uma certa vantagem dos meus adversários”, externou. 

Questionado sobre a maior dificuldade na prova, revelou ter sido o momento da corrida. “Saiu o sol e ficou aquele mormaço, porque tava um clima meio nublado e sol, é muita umidade daí, eu senti bastante diferença, na corrida, você fica o tempo inteiro com o corpo molhado de suor, muito quente, muito abafado, tive que me adaptar com isso”, comentou Neto, que conta com treinos de ciclismo e corrida comandados pelo técnico Juliano Teruel, preparação na natação com Ricardo Martiniano, da Free Play, e assessoria do professor André Faria.

A segunda etapa do Troféu Brasil será no dia 12 de dezembro. Agora, depois do sucesso na primeira, Neto já vai com um objetivo mais ousado: ser o campeão geral. Para isso, planeja corrigir erros identificados na primeira etapa.

MODALIDADES
Em abril de 2020, ao ser entrevistado por A COMARCA, Jamil Neto havia revelado ter a corrida como seu ponto mais forte e estava buscando voltar ao ritmo da natação de quando apenas nadava. A maior dificuldade era com o ciclismo. Agora perguntado sobre a situação nas três modalidades, colocou que a corrida ainda é seu ponto forte e respondeu: “A natação tá bem próxima do que eu era, falta um pouco ainda, e o ciclismo eu evoluí bastante. Tive uma evolução muito boa, mas a gente sempre quer melhorar”, frisa.

O foco de Jamil Neto, que realiza treinamentos diários sem qualquer dia de folga, é obter vaga para disputar os Jogos Olímpicos de Paris em 2024. Jamil Neto conta com apoios da Espaço One, Malvezzi ́s Bike, Drogaria Danielli e Artur Vilhena, da Casa de Bolos, de Mogi Mirim.

Revelação, Jamil Bacar Neto foi o campeão na categoria amador, de 18 a 24 anos, e o 2º incluindo profissionais (Foto: Dalton Yamashita)

Nenhum comentário:

Deixe um comentário

Scroll to top