A Comarca

Professor mogimiriano da Unicamp recebe premiação internacional

O mogimiriano José Luiz da Costa, professor na Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), recebeu recentemente o prêmio mais importante na área de toxicologia forense, tornando-se o único latino-americano a conquistar essa láurea. Trata-se do Achievement Award, prêmio oferecido pela The International Association of Forensic Toxicologists (TIAFT), Associação Internacional de Toxicologistas Forenses, em português.

“É como se fosse o ‘Oscar’ da toxicologia forense”, compara o professor, cujo os pais, Nelson Bernardo Costa e Tereza Maria Rosa da Costa, ainda residem no Jardim Maria Bonatti Bordignon, na região Sul da cidade. “Meu avô paterno, Luiz Costa, tinha uma padaria onde hoje é o Banco do Brasil, na Praça Rui Barbosa”, lembra o professor.

Ele diz que, apesar do longo período vivendo longe da terra natal, jamais perdeu suas raízes mogimirianas. José Luiz deixou a cidade em 1997, quando foi cursar farmácia bioquímica na Universidade Federal de Alfenas. Em seguida, fez mestrado em toxicologia e análises toxicológicas na USP, onde também emendou o doutorado em química analítica.

Para completar o currículo brilhante, o professor ainda fez pós-doutorado na Unicamp e no National Institute on Drug Abuse dos EUA. Entre 2002 e 2016, José Luiz foi perito criminal do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Científica do Estado de São Paulo. Nessa carreira, chegou ao cargo de diretor científico da Associação Brasileira de Centros de Informação e Assistência Toxicológica e presidente da Sociedade Brasileira de Toxicologia.

Em 2012, recebeu a medalha do Mérito da Polícia Técnico-Científica “Governador Mário Covas”, a maior honraria da Polícia Técnico-Científica do Estado de São Paulo.

ORGULHO
Em 2016, ele deixou a Polícia Científica para ingressar na carreira acadêmica, como professor titular da FCF da Unicamp. “Hoje, a qualidade das pesquisas em toxicologia forense realizadas na Unicamp está, seguramente, entre as melhores do mundo”, orgulha-se. José Luiz ainda coordena o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Campinas (CIATox), também na Unicamp.

Sobre o prêmio, o mogimiriano diz que está muito feliz por receber essa láurea que, segundo ele, representa um reconhecimento internacional importante da qualidade do trabalho que desenvolve na toxicologia forense. “Nosso laboratório é reconhecido internacionalmente pela qualidade e relevância em toxicologia clínica e toxicologia forense”, finalizou.

O professor José Luiz da Costa (Foto: Divulgação)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp