A Comarca

GCM de Mogi Mirim atendeu a mais de 2 mil ocorrências em 2021

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Mogi Mirim atendeu, no ano de 2021, cerca de 2,2 mil ocorrências, que vão deste a captura de foragidos, passando por flagrantes de maus tratos a animais, estupros, indo até o cumprimento da Lei Maria da Penha.

Em 2020, foram 1.848 ocorrências, resultando, portanto, em um aumento de aproximadamente 16%. No entanto, de acordo com o comandante da GCM, Paulo Moraes, esse crescimento no número de ocorrências não significa, necessariamente, que houve um aumento da criminalidade no Município.

“Tivemos muitos casos ligados à pandemia de Covid-19, como apoio à fiscalização, blitz em festas, perturbação do sossego (aglomerações), dentre outras”, explicou. Nos dados apresentados na manhã de quarta-feira, 16, chama a atenção o número de averiguações realizadas pela GCM, que somaram 646.

As mulheres também receberam atenção especial por parte da corporação, principalmente após a criação da Patrulha Maria da Penha. Foram 12 ocorrências de violência contra a mulher, 38 acompanhamentos da Lei Maria da Penha e 18 casos de descumprimento de medida protetiva.

Outro número que chama a atenção foram os casos de tráfico de entorpecentes, nos quais os guardas municipais, especialmente a Ronda Ostensiva Municipal (Romu), Grupo de Operações com Cães (GOC) e Grupo de Apoio com Motocicletas (GAM) foram responsáveis por 123 apreensões.

A GCM também cumpriu 18 mandados de prisão durante 2021 e prendeu outras 98 pessoas por causa dos mais variados crimes. Ainda foram apreendidos 24 menores infratores.

Maus tratos contra animais somaram apenas dois casos, assim como averiguação sobre maus tratos, também com duas ocorrências. Também merece destaque o número de veículos recuperados pela GCM, que somam 23, entre carros, motos, tratores, etc. Sem falar de outros mais de 100 veículos recuperados ou flagrados pela Muralha Digital, sistema de câmeras de segurança administrado pela GCM.

Outras ocorrências em que a GCM esteve envolvida foram acidentes de trânsito (30), atropelamentos (2), incêndios (3), auxílio ao público (39), apoio à autoridade (59), tentativas de homicídio (2), estupros (3), furto (16), roubo (2), furto qualificado (72), apoio ao Samu (79), apoio ao Conselho Tutelar (53), desordem (97), dentre outros.

Os dados foram levantados pelo GCM Pereira, coordenador de equipes da corporação, auxiliado pela GCMF Dulcemar, que coletou os dados. O secretário de Segurança Pública de Mogi Mirim, Luiz Carlos Pinto, diz que esses números refletem o empenho e profissionalismo dos GCMs em proteger e auxiliar os mogimirianos. Ele também destacou que a Guarda Civil vem passando por um processo de modernização, com cursos de aperfeiçoamento de seus integrantes, novos armamentos, veículos e demais equipamentos, o que a torna mais eficiente.

O secretário citou ainda a incorporação de mais quatro guardas civis à tropa, novas camionetes para GOC, Romu e Patrulha Rural, além das carabinas Taurus CCT .40, recentemente adquiridas pela Administração Municipal.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp