A Comarca

Ciclistas são orientados sobre ponto cego de caminhões em vias urbanas e rodovias

Centenas de ciclistas foram orientados sobre os pontos cegos de caminhões de médio e de grande porte neste final de semana, em Mogi Guaçu. A ação educativa foi realizada por colaboradores da Renovias, no último sábado, 19, no Autódromo VeloCitta. A campanha educativa teve a finalidade de orientar os ciclistas sobre os cuidados com o ponto cego de caminhões ao pedalar pelas ampanha educativa teve a finalidade de orientar os ciclistas sobre os cuidados com o ponto cego de caminhões ao pedalar pelas rodovias e vias urbanas.

Durante o Desafio de Ciclismo Bike Series, um caminhão da concessionária foi posicionado na área de dispersão dos ciclistas, para que os esportistas pudessem visualizar os pontos vulneráveis, de forma a demonstrar situações reais que podem ser vivenciadas no trânsito.

Segundo o supervisor de interação com o cliente, Aguinaldo Cardoso da Rocha, é fundamental que os ciclistas e o motorista do caminhão enxerguem um ao outro. “Essa dinâmica é para mostrar o ponto exato que o motorista consegue visualizar o ciclista no retrovisor e qual o momento seguro para que os ciclistas passem ao lado desses veículos. É preciso haver esse contato visual para que tenha maior segurança na ultrapassagem”, orienta.

Campanha educativa teve a finalidade de orientar os ciclistas sobre os cuidados com o ponto cego de caminhões ao pedalar pelas rodovias e vias urbanas (Foto: Divulgação/Renovias)

Na dinâmica, o caminhão é posicionado e fitas são colocadas no solo, nas laterais e à frente do veículo, para que as pessoas tenham a ideia exata do campo de visão do motorista. Os colaboradores da concessionária se posicionam dentro e fora das demarcações e os ciclistas normalmente se surpreendem quando não enxergam a pessoa que está fora do veículo, mesmo estando muito próximo à cabine do caminhão.

A ciclista Eveline Crajoinas passou pela experiência de se sentar no lugar de um motorista e se surpreendeu. “Eu achei essencial esta ação. A gente às vezes fica com dúvidas em como se posicionar na estrada e, dessa maneira, eu consegui sentir como eles (os caminhoneiros) realmente não veem a gente e o quanto é importante a gente fazer o contato visual antes de tentar qualquer ultrapassagem”, disse ela.

“Uma dica que o colaborador da Renovias me deu é de sempre fazer contato visual com o motorista e esperar ele ver que você está ali. A gente acha que ele está vendo, mas o ponto cego é grande. Esse exercício eu acho que todo ciclista deveria fazer, é impressionante mesmo!”, completou a ciclista Raquel Farcioli.

Além das orientações sobre ponto cego, a Renovias entregou squeezes aos participantes e folhetos de orientação, com dicas de segurança ao pedalar.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp