A Comarca

ICA sedia encontro das entidades assistenciais de Mogi Mirim

A Instituição de Incentivo à Criança e ao Adolescente (ICA) sediou, no último dia 15, o encontro das entidades assistenciais de Mogi Mirim. A iniciativa teve como objetivo a articulação e integração das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) do município para alinhar projetos, ações e pontos que precisam de apoio e união. Durante a reunião, foram analisados diversos pontos em comum entre as entidades, as ações junto ao Poder Público e a importância deste momento.

As organizações da cidade que estiveram presentes foram: Associação Resgate à Vida de Mogi Mirim; Casa da Criança; Centro de Convivência Infantil (CCI); Lar Maria de Nazaré; Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Mogi Mirim (Apae); Casa de Repouso Emanuel; Alma Mater; Centro Comunitário Badi; Santa Casa de Mogi Mirim; Associação Fonte Viva; Associação da Pessoa com Deficiência de Mogi Mirim; Lar Nova Vida/Casa Lar; Educandário Nossa Senhora do Carmo; Instituto Coronel João Leite; Equipotência; Vila Vicentina, além de membros do próprio ICA.

Para o articulador social do ICA, Danilo Silva Alberti, a palavra do encontro foi união. “Fortalecimento de uma rede de organizações de nossa cidade em prol de nossa comunidade, visando ações articuladas, estruturadas para melhoria nos atendimentos das demandas sociais dos mais vulneráveis”, afirmou Alberti.

Durante encontro, na sede do ICA, foram analisados diversos pontos em comum entre as entidades e as ações junto ao Poder Público (Foto: Divulgação/ICA)

A diretora e fundadora da Associação Resgate à Vida de Mogi Mirim, Monica Antognolli, também acredita na importância da unidade das entidades para discussões das políticas públicas, o que torna os serviços prestados aos assistidos mais fortes. “A troca de experiências amplia o nosso crescimento nos serviços, possibilitando uma melhora no atendimento”, comentou a diretora.

“As organizações que aderirem ao grupo, se seguirem alguns princípios do cooperativismo, como adesão livre, controle democrático, neutralidade política, religiosa e étnica, e o repasse sem restrições das experiências vividas no dia a dia de cada entidade, certamente a excelência na prestação dos serviços será mais facilmente atingida”, argumentou o diretor do CCI, Pauloroberto Silva.

A representante da Associação Fonte Viva, Tania Mara Ribeiro, ainda destacou sobre o engajamento das instituições em trabalharem em conjunto para o desenvolvimento de um trabalho eficaz. “O fortalecimento do vínculo das OSCs se faz muito importante para a melhoria da qualidade dos serviços prestados à comunidade mogimiriana”, completou a coordenadora geral da Alma Mater, Valdivia Albejante.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp