A Comarca

Acusado de assassinato em Itapira é preso pela madrugada em Avaré

Acusado de um homicídio que ocorreu na madrugada do último dia 14, na Avenida Virgolino de Oliveira, na Vila Isaura, em Itapira, o ajudante geral Alex Cipriano Froes, 43, foi preso na madrugada de ontem, 3, na cidade de Avaré, região Sudeste do estado de São Paulo.

Froes é acusado de ter atirado e matado Rafael Narciso Schol, 31, com pelo menos três tiros. Ele alega que a vítima e um comparsa tentaram assaltá-lo e que disparou em legítima defesa. Ele utilizou esse argumento quando se apresentou à Central de Polícia Judiciária (CPJ), em Mogi Guaçu, dois dias após o assassinato.

No entanto, essa versão do acusado veio abaixo após um trabalho minucioso do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil de Itapira, sob o comando do delegado Anderson Casemiro de Lima. Os investigadores descobriram que, pouco antes do homicídio, Froes havia tido um desentendimento com Schol em uma lanchonete na mesma avenida.

Então, no dia 22 de fevereiro, o delegado Anderson pediu à Justiça a prisão preventiva do acusado que, ao saber disso, desapareceu de Itapira. Porém, na madrugada de quinta-feira, ele foi parado em uma blitz da Polícia Militar (PM) de Avaré que, ao checar o nome dele, constatou existir um mandado de prisão preventiva contra o mesmo.
No dia do crime, a polícia teve acesso a imagens de câmeras de segurança que mostraram o momento em que Froes atira em Schol.

Por volta das 2h, a vítima desce de Fiat Palio e, juntamente com outro homem, dirige-se em direção ao carro em que estava o atirador, na esquina da Avenida Virgolino de Oliveira com a Avenida São Paulo. Quando os dois suspeitos se aproximaram, Froes efetua ao menos quatro disparos. Três tiros atingiram Schol, que caiu na hora, atingido no antebraço, costas e no peito. Surpreendido com a reação do motorista, o outro homem escorregou, mas, rapidamente, levantou-se e correu para o Fiat Palio.

A princípio, o caso foi tratado pela polícia como sendo a reação de uma vítima a uma tentativa de assalto. Depois, com o aprofundamento das investigações, chegou-se à conclusão de que se tratava de um homicídio.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp