A Comarca

Para atender mulheres vítimas de violência, Mogi Mirim lança o “Botão do Pânico”

A Prefeitura de Mogi Mirim celebrou o 1º ano de implantação da Patrulha Maria da Penha nesta terça-feira, 8, data em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, e durante cerimônia realizada na Secretaria de Segurança Pública, o prefeito Paulo Silva (PDT) fez o lançamento do Programa SOS Cidadão, conhecido popularmente como Botão do Pânico. As mulheres poderão baixar o aplicativo por meio do Play Store.

A partir da instalação do aplicativo, a usuária deverá efetivar um cadastro que será compartilhado com a Patrulha Maria da Penha e a GCM (Guarda Civil Municipal). Ao necessitar do serviço de segurança, a mulher irá acionar o aplicativo e, imediatamente, uma viatura será direcionada ao local demonstrado no app.

“Agora estamos lançando o Botão do Pânico, como diz a população, um aplicativo onde a mulher sob medida protetiva poderá acionar rapidamente a Patrulha Maria da Penha. Isso é mais um avanço. E, agora, nós também estamos anunciando, junto com a Câmara de Vereadores, a Casa de Apoio à Mulher, que é mais um item do Programa Maria da Penha”, destacou Paulo Silva.

GCM exibe o aplicativo, que poderá ser baixado pelas mulheres no Play Store; ao lado, GCM Elaine Navarro, representante da Patrulha Maria da Penha (Foto: Silveira Jr)

Na prática, a iniciativa é resultado de trabalho conjunto realizado pela Prefeitura, por meio das Secretarias de Segurança Pública, Assistência Social, da Câmara Municipal, do Conselho Tutelar, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) e da Promotoria Pública.

Além do prefeito, a cerimônia contou com a participação da vice-prefeita Maria Alice Mostardinha, da presidente da Câmara Municipal de Mogi Mirim, Sônia Módena, as vereadoras Luzia Cristina Côrtes Nogueira e Mara Choquetta e o vereador Geraldo Bertanha. Os promotores públicos Gaspar Pereira da Silva Junior, André Luiz Brandão, Gabriel Guerreiro e Paula Magalhães Silva Renno também prestigiaram o evento.

O Chefe de Gabinete Allan Rodrigo Alves, além do secretário de Segurança Pública, Luiz Carlos Pinto, de Assistência Social, Cristina Puls, e de Saúde, Clara Carvalho, bem como a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e representante da Patrulha Maria da Penha, Elaine Navarro, e o presidente do Conselho de Segurança Pública (Conseg), Marcelo Massini, também estiveram presentes no encontro.

Maria da Penha
Em 8 de março de 2021, também no Dia Internacional da Mulher, a Prefeitura implantou a Patrulha Maria da Penha. Um ano depois, o Executivo afirmou que o resultado tem sido bem-sucedido. Sob a coordenação do secretário de Segurança Pública, Luiz Carlos Pinto, a GCM Elaine Navarro apresentou um relatório apontando que os resultados, neste período, são promissores: 37 mulheres foram beneficiadas com os serviços da equipe, sendo 12 casos de baixo risco, 12 de médio risco e 13 de alto risco. Atualmente, o grupo formado pela GCM Verena e o GCM Camargo acompanham 26 mulheres sob medida protetiva. Contudo, todos os GCMs possuem treinamento para prestar atendimento às mulheres vítimas de violência.

Neste mesmo prazo, foram realizadas palestras para a comunidade em diversas organizações e instituições no município, além de 90 Agentes Comunitárias de Saúde (ACS) receberam a capacitação “Violência Doméstica” com o objetivo de identificar possíveis situações de violência contra a mulher.

Outro ponto em destaque é que o grupamento Maria da Penha recebeu da DDM a incumbência de acompanhar 192 ocorrências de medidas protetivas, das quais 17 são de mulheres idosas. Nesta relação, o maior índice de casos está registrado na zona Leste, seguida pela zona Norte. Na sequência, vem a Zona Sul, acompanhada pela zona Oeste e região central.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp