A Comarca

Morre a jornalista mogimiriana Cristiene Crevellari, aos 35 anos

Faleceu nesta segunda-feira, 14, em São Paulo, aos 35 anos, a jornalista mogimiriana Cristiene Crevellari, vítima de câncer. Há algum tempo ela vinha lutando contra a doença, mas acabou falecendo na manhã de hoje. Seu corpo foi cremado também nesta segunda, na capital.

Cris, como era carinhosamente chamada pelos colegas, começou cedo no jornalismo, fazendo estágio na então SecTV, onde mais tarde faria parceria com a colega Ludmila Seriani, jornalista e professora de história. As duas levaram uma linguagem mais leve às reportagens, mas sempre com muita precisão e profissionalismo.

Depois da TV, Cristiene ingressou na assessoria de imprensa da Renovias, onde atuou por 4 anos. Mais recentemente, estava trabalhando na assessoria da Companhia Energética de São Paulo (Cesp). Há quase 10 anos, a jornalista, palmeirense fanática, estava casada com o arquiteto Franco Flaiban, com quem dividia uma de suas grandes paixões: viajar pelo mundo.

Os dois conheceram vários países da Europa e também rodaram pelo Brasil. Cristiene e Franco chegaram a morar por um bom tempo no Canadá, para completar seus estudos. Dona de um sorriso espetacular e de uma simpatia ímpar, Cristiene encantava a todos que conviviam com ela, especialmente pela sua bondade e generosidade. O jornalismo mogimiriano perde um talento e o mundo fica sem esta pessoa espetacular.

A jornalista mogimiriana Cristiene Crevellari tinha 35 anos; uma de suas paixões era viajar (Foto: Arquivo Pessoal)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp