A Comarca

Empresário guaçuano é sequestrado em SP e mulher paga resgate de R$ 60 mil

Uma mulher teve que pagar mais de R$ 60 mil para que sequestradores liberassem o marido dela, um empresário guaçuano, que havia sido sequestrado em um posto de gasolina na SP-348 (Rodovia dos Bandeirantes), próximo a São Paulo, na manhã de quarta-feira,16.

Ele havia parado para abastecer no local quando foi abordado por uma quadrilha. A partir daí, a mulher passou a receber mensagens dos bandidos pelo WhatsApp, exigindo dinheiro, apesar das transferências por Pix já feitas pelo empresário. Desesperada, ela se dirigiu a uma agência bancária, no Centro de Mogi Guaçu, para levantar mais dinheiro e enviar aos sequestradores.

A princípio, os sequestradores exigiam R$ 10 mil para libertar o guaçuano e, ao contrário dos golpes do “falso sequestro”, neste caso, eles postavam vídeos da vítima no cativeiro para confirmar a veracidade das ameaças. No entanto, o gerente do banco, desconfiou da movimentação na conta do empresário e acionou a Polícia Militar (PM).

O tenente Dominihaki e os soldados Felipe e Sardinha foram chamados à agência bancária, onde conversaram com a mulher. Ela contou que começou a receber as mensagens de manhã. Nos textos, os bandidos falavam sobre o sequestro e ameaçavam o marido dela de morte caso não houvesse o pagamento do resgate.

Libertado
O tenente Dominihaki, após ouvir o relato da esposa do empresário, passou o caso ao delegado Dalton David Ferreira, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Mogi Guaçu, que entrou no caso. Imediatamente, ele acionou unidades da Polícia Civil da capital, inclusive a unidade antissequestro, para tentar chegar ao cativeiro do empresário.

Por volta das 21h, o delegado solicitou uma batida à Rua Serne do Campo, no Jardim Paulistano, também na capital. Policiais civis e equipes da 2ª Cia do 18º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) se deslocaram até o endereço.

Porém, antes que chegassem ao local indicado, encontraram a vítima, que havia acabado de ser libertada pelos sequestradores, na Estrada de Taipas, no Jaraguá, bairro da zona Norte da capital e próximo à Rodovia dos Bandeirantes.

Antes desse endereço, a Polícia havia investigado uma casa na Rua Deputado Vicente Penido, na Vila Guilherme, também na zona Norte, mas a informação era falsa. O caso agora está sendo investigado pela DIG, com apoio da Polícia Civil da capital.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp