A Comarca

Mogi Guaçu aprova reajuste de 11% ao funcionalismo

Em sessão extraordinária na manhã desta quarta-feira, 23, a Câmara Municipal de Mogi Guaçu aprovou o projeto de lei complementar do prefeito Rodrigo Falsetti (CDD) que concede reajuste de 11% ao funcionalismo municipal, com vigência retroativa a 1º de março. Também foi aprovada a manutenção, até 28 de fevereiro de 2023, do abono especial no valor de R$ 100.

Na segunda-feira, 21, também foi aprovado o projeto de lei complementar que eleva a referência salarial de servidores públicos de Mogi Guaçu que recebiam, até então, pagamento inferior ao mínimo nacional. Cerca de 1,5 mil funcionários serão beneficiados pela readequação.

Com a mudança, as categorias que se encontravam abaixo do piso terão o padrão inicial de vencimentos e salários em R$ 1.212. Mais de 20 delas foram contempladas, incluindo auxiliar de escritório, auxiliar de gabinete odontológico, auxiliar de serviços gerais, coletor de lixo, cozinheiro, merendeiro, escriturário, guarda civil municipal 2ª e 3ª classe, porteiro, salva-vidas, sepultador e telefonista.

“Apesar de ser lei que nenhum profissional pode receber valor menor do que o salário mínimo, muitos servidores da nossa cidade viviam essa realidade. Justamente, por isso, corrigimos, agora, com apoio dos vereadores, uma injustiça que se arrastou por muitos anos”, ressaltou o prefeito. “É uma adequação importante para aqueles funcionários que recebem os menores salários em nosso município”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp