A Comarca

Servidores rejeitam nova proposta da Prefeitura e greve é mantida

Em assembleia realizada no final da tarde desta quarta-feira, dia 30, na Estação Educação, os servidores públicos municipais em greve rejeitaram, por aclamação, uma nova proposta feita pela Administração. Os trabalhadores se reuniram ao lado do Gabinete do prefeito Paulo Silva (PDT), durante a realização da Feira Noturna, no Espaço Cidadão.

A proposta da Prefeitura consistia em manter o que foi oferecido até agora e, ao final de cada quadrimestre, se reunir com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mogi Mirim (Sinsep), estudar os números da arrecadação daquele período e verificar qual índice de reajuste poderia ser concedido, até 31 de dezembro deste ano. Além disso, a pedido do sindicato, a Administração abonaria todas as faltas resultantes desses dois de greve.

Segundo o secretário municipal de Administração, Mauro Nunes Júnior, a Prefeitura está impossibilitada de oferecer um reajuste maior neste momento em função do limite com folha de pagamento imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Por isso a proposta de oferecer novos reajustes nos próximos quadrimestres, já que há expectativa de crescimento da Receita Corrente Líquida (RCL) neste ano.

DISSÍDIO
A pauta do dissídio, iniciada ainda no ano passado, reivindicava 11,09% de reajuste, sendo 6,09% de recomposição salarial e mais 5% de aumento real. Outras pautas aprovadas em assembleias do Sinsep foram atendidas pela Prefeitura neste ano, como a instituição do cartão alimentação no valor de R$ 300 e o aumento da gratuidade da cesta básica para as menores faixas salariais. No entanto, o maior ponto de discordância é o índice de reajuste de 2%.

Com a concessão do cartão alimentação, do passe de transporte público para as faixas salariais mais baixas, do aumento da isenção da cesta básica para quem ganha até R$ 3.000 e com o reajuste geral de 2%, a Prefeitura estima um investimento de R$ 22 milhões ao ano.

Em segunda manifestação do dia, servidores se reuniram na Estação Educação e rejeitaram proposta da Prefeitura (Foto: A COMARCA)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp