A Comarca

Morre Romeu Bordignon, prefeito de Mogi Mirim entre 1989 e 1992

Morreu na madrugada deste domingo, dia 3 de abril, aos 75 anos de idade, o ex-prefeito Romeu Antonio Bordignon, que governou Mogi Mirim entre 1989 e 1992. Também foi vice-prefeito durante o primeiro mandato de Carlos Nelson Bueno, entre 2005 e 2008. Ele já enfrentava problemas de saúde nos últimos anos.

Romeu Bordignon foi o último prefeito do MDB a governar Mogi Mirim, encerrando uma hegemonia política de quase duas décadas do partido, que também levou ao Executivo Municipal os ex-prefeitos Luiz de Amoedo Campos Netto (1973-1976 e 1983-1988) e Ricardo Brandão (1977-1982).

Romeu Bordignon ao lado de Carlos Nelson Bueno, de quem viria a ser vice-prefeito (Foto: Arquivo/Silveira Jr/A COMARCA)

Seu governo foi marcado, dentre outras realizações, pela abertura da Avenida 22 de Outubro, pela reforma e inauguração do Centro Cultural (antigo Fórum) e pela construção das adutoras de água tratada do distrito de Martim Francisco e do bairro do Tucura.

Outra marca da gestão Romeu Bordignon foi o investimento em moradia popular. Apoiou a conclusão do conjunto Sehac, na zona Leste, que resultou em 401 casas construídas em regime de mutirão. Na mesma região da cidade, entregou 399 residências pelo CDHU.

Também foi responsável pelas 238 casas do Jardim Europa, construídas com recursos do governo federal. Já na região Norte, viabilizou, também com financiamento federal, os apartamentos do Jardim Nazareth e do conjunto Sylva Matta. Ao todo, foram mais de 3 mil unidades habitacionais entregues em quatro anos.

Politicamente, venceu uma eleição acirrada, por uma diferença de 19 votos, em 1988, e governou sob tentativas de cassação na Justiça Eleitoral, promovidas por adversários políticos. Ao final de seu governo, em 1992, classificou a crise política como um patrulhamento “improdutivo e deselegante” que desabou de forma “virulenta e maldosa” em Mogi Mirim. “Que me perdoem o lugar-comum da expressão, mas cumpri o meu dever”, concluiu.

A família de Romeu Antonio Bordignon divulgou que o corpo do ex-prefeito será velado neste domingo, no Velório Municipal, das 14h às 16h. O enterro será no Cemitério da Saudade, a partir, às 16h.

Romeu Bordignon ao lado da esposa, a então primeira-dama Alice Guarnieri Bordignon, falecida em 2020 (Foto: Arquivo/A COMARCA)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp