A Comarca

Dupla de Mogi Mirim é prata representando o Brasil nos Jogos Sul-Americanos

Diego Ortiz

Representando o Brasil, a lateral-direita Lívia Mussatto, que completou 18 anos recentemente, e a defensora Letícia Costa, de 16, do Clube Mogiano, sagraram-se vice-campeãs da modalidade handebol de areia dos Jogos Sul-Americanos da Juventude, realizados no Parque da Independência, em Rosário, na Argentina.

Técnico do Recanto, Bruno Camargo também foi campeão, como assistente-técnico do Brasil. Na final, no último dia 8, o esquadrão brasileiro foi derrotado pela Argentina por 2 a 0, com parciais de 15 a 12 e 20 a 16. Nas semifinais, no dia anterior, o Brasil venceu o Paraguai por 2 a 0, com parciais de 14 a 10 e 20 a 9.

A equipe brasileira chegou às semifinais como segundo colocada da primeira fase, com seis pontos. O Paraguai havia sido o terceiro colocado, com quatro. Nas semifinais, a Argentina eliminou o Uruguai com vitória por 2 a 0. A Argentina foi a líder da primeira fase, com oito pontos, 100% de aproveitamento. O Uruguai foi o quarto colocado, com dois pontos. Sem ponto algum, a Venezuela ficou em quinto lugar e ficou de fora das semifinais. Na disputa do bronze, o Uruguai venceu o Paraguai por 2 a 1.

Trio do Recanto vivenciou a especial experiência de representar o Time Brasil, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), e voltou com a prata: a partir da esquerda, Lívia Mussato, Bruno Camargo e Letícia Costa (Foto: Arquivo Pessoal/Bruno Camargo)

CAMPANHA
No dia 5, uma quinta-feira, pela primeira rodada, o Brasil estreou com vitória por 2 sets a 0 contra o Paraguai, com parciais de 18 a 12 e 18 a 7. No dia seguinte, pela manhã, venceu o Uruguai por 2 a 0, com parciais de 20 a 8 e 16 a 8. À tarde, derrotou a Venezuela por 2 a 0, com parciais de 20 a 11 e 18 a 14. No sábado, fechando a primeira fase, perdeu para a Argentina por 2 a 0, com parciais de 15 a 8 e 23 a 16.

TIME BRASIL
As atletas Letícia e Lívia e o auxiliar-técnico Bruno vivenciaram a oportunidade de representar o Time Brasil, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A delegação brasileira, na missão organizada pelo COB, contou com 230 atletas.

Os Jogos Sul-Americanos contaram com 26 modalidades e participação de 15 países, reunindo cerca de 2,5 mil atletas. O Brasil terminou em primeiro lugar no quadro de medalhas, com 147: 64 ouros, 40 pratas e 43 bronzes. Em segundo lugar ficou a Colômbia, com 35 ouros, 32 pratas e 26 bronzes, um total de 93. A Argentina abocanhou 113 medalhas e ficou em terceiro lugar, com 31 ouros, 28 pratas e 54 bronzes.

CONQUISTAS
Lívia, Letícia e Bruno já haviam sido vice-campeões na Argentina pela seleção brasileira, na disputa do Sul-Centro Americano Juvenil de handebol de areia, em Buenos Aires, em março. Na final, o Brasil também havia perdido para a Argentina, por 2 a 1. O vice-campeonato garantiu a classificação para o Mundial, na Grécia, em junho.

Em 2018, Bruno e Lívia foram campeões na modalidade indoor, do Sul-Americano Infantil de Seleções, na Argentina. Com Bruno como técnico, a seleção brasileira foi representada pelo Clube Mogiano, que havia sido o campeão brasileiro da categoria naquele ano. Lívia, então aos 14 anos, era uma das mais experientes do elenco.

Letícia (ao fundo, a segunda, a partir da esquerda) e Lívia (à frente, primeira desde a direita) em cerimônia de premiação do handebol de praia; garotas seguram Teté, ave, mascote dos Jogos de Rosário 2022 (Foto: Coscabal)

CORINTHIANS
Na terça-feira passada, pelo Super Paulistão Indoor, as meninas do Clube Mogiano venceram em casa o Corinthians por 27 a 25 pela categoria infantil e 34 a 29 pela cadete. No dia 29, o Recanto recebe o Pinheiros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro
Capa Pacóla
EDITORIAL

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp