A Comarca

Mirlene Picin vence, quebra recorde e garante vaga no Mundial

A mogimiriana Mirlene Picin sagrou-se campeã geral feminino do Desafio Lord – Jaraguá Sky, competição de kilometro vertical/uphill, que apresenta a corrida da base ao topo da montanha. A prova foi disputada em Jaraguá do Sul-SC, no último dia 14, com distância de 6 quilômetros, com 850 metros de altimetria. Houve a subida da base até o morro da antena da cidade de Jaraguá do Sul.

Com a vitória, Mirlene garantiu vaga no Mundial de Corrida de Montanha de 2022, o Skyrunning 2022, que será realizado na primeira semana de setembro, na província de Verbano Cusio Ossola, na região de Piemonte, na Itália.

A prova em Jaraguá do Sul foi a segunda e última que serviu como seletiva brasileira para composição da equipe para o Mundial de Corrida de Montanha. A seletiva  brasileira foi realizada com base no Campeonato Sul-Americano da modalidade, ainda de 2019, em função da pandemia de Covid-19, e por intermédio de duas seletivas, a realizada em Jaraguá do Sul no dia 14 de maio e a de Serra-ES, em abril.

Mirlene foi vice em Serra e campeã em Jaraguá, o que lhe garantiu o direito a uma das vagas.

RECORDE
A mogimiriana completou o percurso em Jaraguá do Sul em 48 minutos e 16 segundos. A vice-campeã foi Karina Ribeiro, com 53 minutos e 6 segundos. O campeão masculino foi André Mapa, com 39 minutos e 31 segundos. O recorde feminino era de 1 hora e 3 minutos, registrado em março de 2020 por Cláudia Rossi, de Jaraguá.

Campeã geral feminino do Desafio Lord – Jaraguá Sky, em Jaraguá do Sul-SC, Mirlene, que já havia sido vice-campeã em Serra-ES, garantiu vaga no Mundial, que será realizado na primeira semana de setembro, na Itália (Foto: Arquivo Pessoal)

MUNDIAL
A corrida de montanha passou a ser dividida em três categorias em 2020, com três Campeonatos Mundiais diferentes. Pela WMRA (World Mountain Running Association), apresenta provas de no máximo 21km, em estradas de terras “mais abertas”. As provas pela ITRA (International Trail Running Association) são de 15km até 160km em terrenos mistos, estradas abertas e trilhas técnicas. Já pela Sky Running International Federation, as provas de Kilometro Vertical até 50km apresentam altitude e terrenos extremamente técnicos. Definida como a mais extrema das 3 modalidades, foi denominada como a “corrida no céu”, por ser realizada nos picos mais altos do mundo que permitem essa prática.

No Mundial de 2022, o Brasil estará representado por 18 atletas, distribuídos nas distâncias kilometro vertical, 25km e 50km. Mirlene já representou o país em 6 campeonatos mundiais de ski cross country, modalidade olímpica de inverno. Na corrida de montanha, será sua primeira participação em um Mundial.

PODIUM VERDE 2022
Com a nova conquista, foram somadas 20 mudas no projeto Podium Verde, em que uma determinada quantidade de árvores é plantada a cada pódio de Mirlene, de acordo com a colocação. Até o momento, foram 5 medalhas, em um total de 80 mudas. Ao final do ano, todas as mudas serão computadas e plantadas em áreas públicas e particulares de Mogi Mirim.

O projeto ocorre em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente de Mogi Mirim e com as empresas parceiras da atleta, além de ter o fornecimento de mudas da ONG Planeta Plantar. Mirlene é patrocinada pela Cortag Brasil, Mauricio de Sousa Produções, Hospital 22 de Outubro, TM Racing Motos Brasil e Sicredi Força dos Ventos, contando ainda com o apoio da Agência Theodoro JR e Mediphacos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
EDITORIAL
Capa Nelson Theodoro
Capa Pacóla
EDITORIAL

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp