A Comarca

Mogi Mirim perde do Brasilis e dá adeus ao Paulista Sub-20

Diego Ortiz

O Mogi Mirim foi derrotado pelo Brasilis por 2 a 1, na tarde de quarta-feira, em Águas de Lindóia, e deu adeus ao Campeonato Paulista Sub-20 de 2022. Devido aos demais resultados da última rodada da primeira fase, para ter se classificado, o Sapo precisaria ter vencido por uma goleada por no mínimo 12 gols de diferença.

O Brasilis abriu o placar com Giovane aos 20 minutos do primeiro tempo. O Sapo empatou aos 30, com o atacante Victor Pergola, que se isolou como artilheiro do Mogi Mirim na competição, com quatro gols, um à frente do centroavante Lucas. Aos 13 minutos da segunda etapa, o Brasilis voltou à frente do placar com Gabriel. Depois do gol, o gandula Vinicius Wasconcellos provocou a torcida do Mogi Mirim e foi expulso pelo árbitro Caique Tiago de Oliveira Miquilini.

Com o resultado, o Sapo se manteve na terceira colocação do Grupo 7, com 12 pontos, mas não conseguiu uma das vagas destinadas aos oito melhores terceiros colocados.

O Mogi Mirim terminou como o pior terceiro colocado. Além do Sapo, apenas o Suzano, terceiro do Grupo 9, terminou com 12 pontos, mas apresentou um saldo de gols melhor, de um negativo. O saldo do Mogi ficou negativo em sete gols.

Para se classificar, o Sapo precisava vencer e contar com uma combinação de resultados responsável por deixá-lo na frente na pontuação ou critérios de desempate de, no mínimo, quatro terceiros colocados.

Em caso de vitória, o Mogi teria chegado a 15 pontos e terminado com uma pontuação superior em relação a do Suzano, terceiro colocado do Grupo 9, com 12, e Mauaense, que ficou na terceira posição do Grupo 12, com 14. Ficaria ainda o Sapo com a mesma pontuação de dois terceiros colocados: Noroeste, do Grupo 4, e Juventus, do 11. Neste caso, o Mogi precisaria ter o melhor saldo de gols em relação aos dois times.

O saldo do Mogi estava negativo em seis gols. O Noroeste terminou com saldo positivo de seis e o Juventus com um. Para ficar na frente de ambos, o Mogi teria que vencer por no mínimo 12 gols de diferença. Caso vencesse exatamente por 12 gols de diferença, ficaria com saldo igual ao do Noroeste, mas levaria a melhor pelo maior número de tentos marcados. O Noroeste terminou com 17 gols marcados. O Sapo chegaria a pelo menos 23 gols marcados e estaria classificado.

SEQUÊNCIA
A derrota para o Brasilis encerrou uma sequência de seis jogos consecutivos do Mogi Mirim sem perder, depois do Sapo ter sido derrotado nas três primeiras rodadas do campeonato. No primeiro turno, pela quinta rodada do Paulista, o Mogi havia vencido o Brasilis por 2 a 1, no Estádio Vail Chaves, em sua primeira vitória na competição.

Embora não tenha se classificado, o Mogi terminou na frente de seus dois rivais regionais, a quarto colocada Itapirense e o quinto Guaçuano, que ficaram com nove pontos cada. A Itapirense se despediu com derrota diante do Red Bull Bragantino por 2 a 1 em Jarinu, enquanto o Guaçuano perdeu por 2 a 0 para a Ponte Preta, em Itapira, onde a Macaca manda seus jogos no certame.

Os classificados do Grupo 7 foram a Ponte Preta, líder, com 23 pontos, e o Red Bull Bragantino, vice-líder, com 22.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
Capa Nelson Theodoro
Capa Pacóla
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp