A Comarca

Campeonato Amador começa neste domingo, com jogo festivo

Diego Ortiz

Depois de dois anos sem competição devido à pandemia de Covid-19, o Campeonato Amador está de volta. Promovida pela Prefeitura, a Copa Carlos Corrêa de Futebol Amador começa neste domingo, com o jogo entre a atual pentacampeã Tucurense e o Red Bull, semifinalista da Segunda Divisão de 2019, no Estádio Distrital Ângelo Rottoli, o Tucurão. O jogo está marcado para as 10h30. A primeira rodada será completada no dia 17.

A primeira fase tem 24 clubes divididos em 4 grupos de seis. As equipes jogam entre si nos grupos totalizando cinco rodadas. Em seguida, a competição será dividida em três séries: os dois primeiros de cada grupo formam a Série Ouro, terceiros e quartos integram a Série Prata e os dois últimos seguem para a Série Bronze.

Na Ouro, os 8 clubes jogam entre si em turno único, com os 4 primeiros avançando às semifinais. O sistema da Prata será o mesmo. Na Bronze, as equipes serão divididas em 2 grupos de 4, que irão jogar entre si totalizando três rodadas, com os dois primeiros de cada chave avançando às semifinais.

Nas semifinais e finais, disputadas em jogos de ida e volta, em caso de empate no placar agregado, haverá decisão por pênaltis.

Tucurão será palco da abertura do Campeonato Amador de 2022 (Foto: Arquivo/Divulgação)

ELENCOS
Adversários deste domingo, Tucurense e Red Bull estão entre os principais candidatos ao título pela força dos elencos, repletos de estrelas.

A Tucurense apresenta como uma das novidades o retorno do goleiro Maurício, que poderá voltar a alcançar a condição de jogador com mais títulos do Amador pelo clube se a Veterana for campeã. Hoje o posto, com sete conquistas, é do zagueiro Denis, que não foi inscrito em 2022 por motivo de contusão.

Antes do título de 2019, quando a Tucurense foi pentacampeã, Denis dividia o posto com 6 conquistas com três jogadores, Tibúrcio, Ceará e Maurício. O arqueiro poderá, além de igualar Denis, chegar a oito títulos do Amador no total, pois tem uma taça pelo Opção. Outros dois jogadores chegaram a seis pela Tucurense em 2019 e podem também se igualar a Denis: Iago, que tem sete troféus do Amador no total por ainda ter conquistado uma taça pelo Novacoop, e Tandy.

Além de Maurício, também retornam à Tucurense o volante Amaral e o atacante Bruno Augusto. Outros reforços são o volante Paraná, de Conchal, e os atacantes Josias, campeão e artilheiro do Rural pelo Pombal, e Daniel Dias, premiado como artilheiro e destaque do Amador de 2019 pela Santa Cruz. O meia e lateral Paulo Henrique, que disputou o Rural pelo Jardim Soares, é outro reforço.

Outros nomes são o goleiro Du, que defendeu a Aparecidinha no Rural, e o lateral Leo Eleuterio, ex-Victória.

O clube manteve a base de 2019: os laterais Tandy, Leo Moura e Arlei Veloso, os zagueiros Neneca, Acácio, Henrique Alemão, Artur e Patrick, os volantes Gabriel, Lu e Lucas Delfino, o meia Iago, o meia-atacante Marinho e o atacante Breno.

O técnico volta a ser Everton Bombarda, recordista de títulos da Primeira Divisão, com sete conquistas, todas pela Tucurense. Se for campeão novamente, abrirá dois títulos de diferença para Zito, que tem 6.

Em 2019, o técnico foi Lira e Bombarda conquistou seu segundo troféu pelo clube como auxiliar-técnico, nove no total.

RED BULL
Enquanto a Tucurense apresenta três campeões da Copa de Futebol Rural José Carlos Villanova de 2022 pelo Pombal, Josias, Iago e Tandy, o Red Bull tem seis: os zagueiros Nandinho e Léo Bridi, o volante Léo Rick, os meias Samuel e Hugo e o atacante Rodolfo Rosseto.

Dois nomes foram campeões do Campeonato Quarentão José Cláudio Filho 2022 pela Vila Dias: o meia Rick e o atacante Leandro.

Outros nomes do Rural 2022 são os goleiros Matheus e os zagueiros João Villanova e Leomar, todos da Aparecidinha, o lateral Emerson, do Jardim Soares, o meia-atacante Kadu, da Esmeralda, e o volante Thainã, que defendeu o Martim Francisco e, no Paulista Sub-20, atuou pelo Guaçuano.

Entre os reforços também estão o lateral-direito Baiano, ex-Itaqui, de Mogi Guaçu, o lateral-esquerdo Alaim, de Conchal, o volante Mário, de Campinas, e o atacante Americano, ex-Mogi Mirim. O time também acertou com os zagueiros Diego Sarará, ex-Vila Dias, e Leo Farias, ex-Mirante.

Do elenco do Red Bull de 2019 permanecem o goleiro Murilo, o lateral-direito Caio, o volante James e o atacante Jhonny Love, além de Hugo. O técnico será Alexandre Cri, de Mogi Guaçu.

 

Jogo de abertura tem Corinthians Máster x Velha Guarda de Mogi

Como preliminar para o jogo de abertura da Copa Carlos Corrêa de Futebol Amador, está marcado para as 9h o confronto entre o Master do Corinthians e a Velha Guarda de Mogi Mirim, formada por ex-jogadores do Mogi Mirim e nomes do futebol amador local.

Entre os nomes do Corinthians que gravaram vídeos no Facebook convidando para a partida estão os do ex-laterais Índio e Wladimir, os ex-zagueiros Chicão e Batata, ex-meio-campistas Vampeta, Biro-Biro e Zenon e os ex-atacantes Tupãzinho, Nilson, Dinei e Viola.

Pela Velha Guarda de Mogi Mirim, o técnico será o ex-jogador e ex-dirigente do clube, Henrique Stort. Depois da preliminar, haverá espaço para que os fãs ganhem autógrafos e tirem fotos com seus ídolos.

Os portões do Estádio Distrital Ângelo Rottoli, o Tucurão, serão abertos às 7h. A entrada é gratuita, mas a Secretaria de Esportes, Juventude e Lazer (Sejel) da Prefeitura pede, para quem puder, uma contribuição com um quilo de alimento e/ou agasalho para a Jogada Solidária.

Pela programação, haverá brinquedos para as crianças e distribuição gratuita de pipoca e algodão-doce.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
Capa Nelson Theodoro
Capa Pacóla
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp