A Comarca

Covid: vacinação de crianças de 3 e 4 anos aguarda chegada de doses

A Secretaria Municipal de Saúde adiou o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 para crianças com idade entre 3 e 4 anos. O motivo é a falta de doses da vacina Coronavac, única aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para imunizar essa faixa etária.

A escalada do número de crianças dessa idade que contraíram o vírus, além da disseminação de novas cepas da doença, fizeram acender o sinal de alerta nas autoridades do Ministério da Saúde, determinando o início da vacinação. A aprovação oficial da Anvisa ocorreu, porém, somente no dia 13 de julho.

A orientação era para já iniciar a vacinação, inicialmente, pelas crianças imunocomprometidas na faixa etária de 3 a 4 anos, abrangendo crianças com deficiência física, mental ou sensorial permanente, além de comorbidades.

Vivian Delalibera Custódio, gerente do departamento de Vigilância em Saúde (VS) do município, confirmou que os estoques da vacina Coronavac estão baixos no município e que, por conta disso, não será possível iniciar a campanha de vacinação de crianças.

As poucas unidades disponíveis da Coronavc estão sendo utilizadas para complemento da vacinação de adultos que tomaram o imunizante como primeira dose e, necessariamente, precisam tomar uma segunda dose para completar a vacinação. Segundo projeção feita pela VS, existem na cidade cerca de 2,4 mil crianças com idade entre 3 e 4 anos.

O Instituto Butantan, em nota, informou que será importada a quantidade de IFA suficiente para a produção das doses de vacina Coronavac (Foto: Silveira Jr/Arquivo/PMMM)

PRECEDENTE
No segundo semestre do ano passado, teve início a imunização de crianças com idade entre 5 e 11 anos. O imunizante recomendado pela Anvisa foi o da farmacêutica americana Pfizer. Segundo dados da VS, foram vacinadas no município 7.277 crianças nesta faixa etária, sendo que 5.253 (72% da população estimada) tomou a primeira dose. Já a aplicação da segunda dose teve procura menor. Foram aplicadas 3.935 doses, cobertura de 54,1%.

IMPORTAÇÃO
O Instituto Butantan, em nota, informou que será importada a quantidade de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) suficiente para a produção das doses de vacina Coronavac, que servirão para atender o esquema vacinal primário completo de toda a população brasileira de 3 a 5 anos. A determinação do governador Rodrigo Garcia visa disponibilizar, o mais rápido possível, o imunizante ao Ministério da Saúde.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
Capa Nelson Theodoro
Capa Pacóla
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp